Hospitais públicos recebem macacões cirúrgicos para proteção de profissionais

Os equipamentos de proteção foram doados pela empresa Jari Celulose, que se juntou aos esforços do Estado para enfrentar a Covid-19

27/03/2020 00h23 - Atualizada em 27/03/2020 10h41
Por Bruno Magno (CPH)

Macacões cirúrgicos entregues no Hospital de Clínicas Gaspar ViannaO Governo do Pará repassou 2  mil macacões cirúrgicos, que evitam contaminação, doados pela empresa Jari Celulose, para três hospitais públicos do Pará na noite desta quinta-feira (26), com o objetivo de auxiliar os profissionais de saúde no combate ao novo Coronavírus. O equipamento de proteção foi entregue ao Hospital de Clínicas Gaspar Vianna, Hospital Ophir Loyola e à Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará, que já poderão usar os macacões nos próximos dias. As doações foram anunciadas pelo governador Helder Barbalho durante a coletiva on-line para imprensa paraense no início da noite.

Governador Helder Barbalho, ao receber a doação, destacou a importância da proteção aos profissionais de saúdeSegundo o governador, os profissionais de saúde precisam "estar protegidos para proteger a nossa população".

O Hospital de Clínicas passa a dispor de 500 macacões, recebidos pela enfermeira Milene Tyll, que estava de plantão. Ela disse que se surpreendeu com a doação da Jari Celulose. "Em nome da direção do Hospital agradeço pelas doações. Trabalhar com segurança para o profissional da saúde é fundamental. Nós precisamos estar seguros para fazer atendimento nessa situação crítica que estamos vivendo, e esses equipamentos vieram em boa hora. Agradeço também ao governador Helder Barbalho pelo empenho que está tendo em relação à pandemia do novo Coronavírus", disse Milene Tyll.

Entrega de 750 peças ao Hospital Ophir Loyola, referência em tratamento oncológicoDoentes fragilizados - Referência no tratamento de câncer no Estado, o Hospital Ophir Loyola recebeu 750 peças. O material foi entregue ao diretor José Roberto Lobato, que destacou a importância dos macacões para a equipe desempenhar as funções em tempos de novo Coronavírus. "Sabemos que estamos enfrentando essa crise da Covid-19 no Estado, e esses macacões são extremamente importantes porque nós temos, aqui no Hospital, doentes oncológicos, que são extremamente fragilizados. Então, essa doação vai dar mais segurança para as equipes trabalharem neste momento delicado", destacou.

Já na Santa Casa, os 750 macacões foram A Santa Casa de Misericórdia também recebeu macacões doados pela Jari Celuloseentregues ao chefe de almoxarifado, Luiz Guilherme Souza. Surpreso, ele destacou o empenho do governador Helder Barbalho no combate à Covid-19 no Estado. "Em nome do diretor do hospital, queremos agradecer por essa contribuição com o nosso trabalho, e ressaltar que o governo tem dado todo apoio neste momento. A Fundação está se preparando da melhor forma possível para essa crise, já que nossa missão é prestar um grande serviço para as pessoas que precisarem do Hospital. O material só veio agregar ainda mais ao trabalho dos nossos médicos, enfermeiros e demais membros da equipe de saúde", disse Luiz Guilherme Souza.