Tráfego de veículos no viaduto do Coqueiro é liberado

Após dez dias de interdição parcial, trânsito é normalizado e agentes do Detran orientam os condutores

20/03/2020 09h08 - Atualizada em 20/03/2020 10h01
Por Eduardo Vilaça (DETRAN)

Agentes do Detran estão orientando os condutores neste retorno à normalidadeO viaduto do Coqueiro, no km 4 da rodovia BR-316, foi totalmente liberado para o tráfego de veículos às 8h30 da manhã desta sexta-feira (20). Ele estava interditado parcialmente desde o último dia 9 de março, em virtude de um deslizamento do aterro lateral provocado pelas fortes chuvas na região. Com o término do trabalho e a limpeza da via, garantindo a segurança de quem transita na área, os agentes do Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran) estão de prontidão para orientar os condutores neste retorno à normalidade.

“Foi uma interdição necessária para resguardar a segurança da população durante a manutenção e recuperação do material de talude do elevado”, explica o coordenador de operações do Detran, Ivan Feitosa. “Mas a resposta foi rápida e os trabalhos feitos dentro do tempo previsto, tudo para que o impacto fosse o mínimo possível”, completa o coordenador, lembrando a projeção de dez dias de interdição, que foi cumprida.

Tráfego de veículos no elevado do Coqueiro foir normalizado na manhã desta sexta-feira (20)Com a liberação do viaduto, outra mudança ocorrerá no trânsito, já que na ocasião, para o fluxo de veículos não ser prejudicado, um retorno provisório havia sido aberto no km 5 da rodovia, no sentido Ananindeua-Marituba. O fechamento do retorno será realizado ainda nesta manhã e, da mesma forma, os agentes do Detran estão com uma equipe no local para informar e orientar os condutores sobre a mudança.

Além disso, o órgão conta com o auxílio de operadores de trânsito nos dois pontos que haviam sido afetados para reforçar esse trabalho de orientação. “Agora é monitorar e ajudar os condutores a se readaptarem ao fluxo correto no trânsito”, conclui Ivan Feitosa.

Encosta - Equipes da Secretaria de Estado de Transportes (Setran) trabalharam na recuperação do elevado do Coqueiro. O serviço de contenção do aterro utilizou bambu e pedras pretas, para evitar novos deslizamentos. Foi feita também a limpeza manual da área do entulho resultante do deslizamento. Quinze operários da Setran estiveram envolvidos na recuperação do viaduto.