Jovens que cumprem medidas socioeducativas participam de roda de conversa

Evento organizado pela Secretaria de Justiça e Direitos Humanos ocorreu no Centro Socioeducativo Feminino, da Fasepa, em Ananindeua

13/03/2020 11h43 - Atualizada em 13/03/2020 13h47
Por Claudiane Santiago (SEJUDH)

Falar sobre direitos da juventude é fundamental para que os jovens, que são o futuro de amanhã, criem novos olhares. Com isso, a gerência da juventude, da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) foi até o Centro Socioeducativo Feminino, da Fasepa, localizado em Ananindeua, para conversar com meninas de 13 a 18 anos.

A ação faz parte do cronograma do mês de março que está voltado ao Dia Internacional da Mulher. Um dos assuntos foi a importância do empoderamento feminino com o enfrentamento à violência e à busca dos direitos delas.

Para a gestora da unidade, Alessandra Almeida, é sempre muito importante ter parcerias como esta da secretaria, pois acrescenta, positivamente, na vida de cada uma delas. “Essa parceria ajuda no processo de orientação das socieducandas para a vida social, de maneira que elas possam reconhecer seus direitos, enquanto cidadãs e mulheres na sociedade”, afirmou. 

Segundo o último levantamento da Fapespa, no Pará, a população jovem soma 2.315.595 pessoas. Com isso, a Sejudh tem se engajado, cada vez mais, para trabalhar na articulação de políticas públicas e fortalecimento das existentes para este segmento, além de promover palestras, capacitações e criação de projetos em busca da garantia dos direitos destes jovens.

“Ao longo do ano todo estaremos focados em atingir o maior número de jovens, indo nas escolas e faculdades, para podermos conversar com eles e mostrar que é fundamental que exerçam a sua cidadania e que batalhem pelos seus direitos”, afirmou a servidora da Sejudh, Priscila Taveira.