Programa de asfaltamento urbano avança em todas as regiões

O volume de investimentos do Estado em pavimentação de vias vai superar R$ 700 milhões até 2021

11/03/2020 20h25 - Atualizada em 11/03/2020 23h29
Por Matheus Rocha (SEDOP)

O Programa "Asfalto por Todo o Pará", executado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop), avança no interior. Até o final do próximo ano, um volume de recursos superior a R$ 700 milhões será investido em mais de 500 quilômetros de drenagem e pavimentação asfáltica de vias urbanas. O programa terá frentes de trabalho em cidades de todas as 12 regiões de Integração do Pará.A pavimentação de vias urbanas melhora a qualidade de vida da população

As obras já foram iniciadas em 26 municípios do interior:

Região de Integração do Marajó (5): Municípios de Cachoeira do Arari, Soure, Ponta de Pedras, Portel e Muaná.

Região de Integração do Guamá (4): Municípios de São Domingos do Capim, Santa Maria do Pará, São Francisco do Pará e Magalhães Barata.

Região de Integração do Rio Capim (5): Municípios de Mãe do Rio, Bujaru, Concórdia do Pará, Nova Esperança do Piriá e Tomé-Açu.

Região de Integração do Lago Tucuruí (3): Municípios de Novo Repartimento, Itupiranga e Goianésia do Pará.

Região de Integração do Guajará (4): Municípios de Marituba, Ananindeua, Santa Bárbara do Pará e Benevides.

Região de Integração do Baixo Amazonas (3): Municípios de Monte Alegre, Prainha e Faro.

Região de Integração do Tocantins (2): Municípios de Moju e Igarapé-Miri.

Outros municípios paraenses também serão contemplados pelo programa, garante o secretário adjunto de Gestão e Desenvolvimento Urbano da Sedop, Valdir Acatauassu. “A lista de cidades beneficiadas pelo Programa aumenta a cada dia. Alguns municípios já estão com a ordem de serviço assinada, e as empresas estão se organizando para iniciar os trabalhos”, informou o gestor. 

Ao longo deste ano, os serviços do Programa "Asfalto por Todo o Pará" também devem chegar à Região de Integração do Tapajós, no oeste paraense, com um investimento estimado em mais de R$ 7 milhões.

Ainda segundo o secretário adjunto Valdir Acatauassu, “o Programa é de extrema importância, pois estão sendo feitos serviços de pavimentação em vias nunca antes asfaltadas”.