Projeto Caminhos capacita familiares de PMs para o mercado de trabalho

São oferecidos por uma rede de parceiros cursos profissionalizantes e acesso à linha de crédito

05/03/2020 19h11 - Atualizada em 06/03/2020 10h07
Por Taiane Figueiredo (PM)

Esposas, filhas, mães e outros dependentes de policiais receberam a capacitaçãoCom o objetivo de proporcionar mais qualidade de vida a policiais militares e seus familiares, a Polícia Militar do Pará criou o Projeto Caminhos, que oferta cursos profissionalizantes para capacitar, em princípio, esposas, filhas, mães e outros dependentes de policiais que pretendem ingressar no mercado de trabalho. O “Caminhos” começou a ser idealizado em outubro do ano passado. Por meio de cursos de capacitação, oferecidos em parceria com diversas instituições públicas e privadas, a Polícia Militar visa contribuir para a ampliação do horizonte profissional de familiares dos membros da corporação. 

As organizadoras da ação já realizaram encontros nos municípios de Belém, Santarém, Altamira e Itaituba, e firmaram diversas parcerias, incluindo o Programa CredCidadão, Preventório Santa Terezinha, Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Serviço Brasileiro de Apoio às Micros Empresas (Sebrae-PA), Serviço Social do Comércio (Sesc), Banco do Estado do Pará (Banpará), Restaurante Famiglia Sicilia e outras instituições públicas e privadas, da capital e do interior do Estado.

Novos cursos devem ocorrer em março“A ideia com essas parcerias é termos a possibilidade de oferecer para o nosso público-alvo, que neste primeiro momento são as mulheres com algum vínculo familiar com policiais militares, cursos de curta duração, para que essas mulheres estejam aptas, em um período máximo de duas semanas, para participar do mercado de trabalho”, informou Sue Anne Mourão Melo Souza, uma das idealizadoras do projeto.

Para Belém estão previstos para março o curso de Bombons Finos, ministrado pelo chef de cozinha Fábio Sicilia, do Restaurante Famiglia Sicilia, e o curso de Manipulação de Alimentos, ministrado pela capitã Carolina Oliveira, nutricionista da Polícia Militar.

Diferencial - A corporação também conta com o apoio de diversas entidades representativas de policiais militares, como a Associação de Esposas das Praças da PM e Movimento Pará Pede Paz, formado por familiares de militares estaduais. Esses grupos, além de atuarem com a Polícia Militar na busca de parcerias para a realização dos cursos, selecionam as mulheres que serão contempladas com as vagas dos cursos profissionalizantes.

Para o comandante-geral da Polícia Militar, coronel José Dilson Melo de Souza Júnior, o projeto tem um importante diferencial. "Além de promover a capacitação profissional para os familiares, possibilita que após o processo de formação os participantes sejam encaminhados para o CredCidadão, onde poderão adquirir empréstimos para iniciar seu próprio negócio", informou o coronel. (Texto: Edson Costa)