Sespa proporciona serviços de saúde para indígenas da etnia Warao

Foram oferecidos testes rápidos para HIV, sífilis e hepatites virais, vacinação e incentivo à saúde bucal

21/02/2020 17h12 - Atualizada em 21/02/2020 18h21
Por Mozart Lira (SESPA)

A aplicação da vacina tríplice viral esteve entre os serviços oferecidos aos indígenas venezuelanosA Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) realizou, na quinta-feira (20), uma ação de saúde voltada aos imigrantes indígenas da etnia Warao, da Venezuela, acolhidos na casa de passagem estadual Domingos Zahluth. Foram oferecidos testes rápidos para HIV, sífilis e hepatites virais, vacina tríplice viral e serviços para saúde bucal, como distribuição de kits de higiene, escovação supervisionada, aplicação tópica de flúor e atendimentos odontológicos básicos.

Realizada pela Coordenação Estadual de Saúde Indígena e das Populações Tradicionais (Cesipt), em parceria com a Coordenação Estadual de Saúde da Criança e da Saúde Bucal, e Polícia Militar, a atividade ainda contou com palestras educativas sobre amamentação e hábitos alimentares. 

Profissionais da Sespa também orientaram sobre cuidados com a higiene para evitar doençasSegundo a coordenadora da Cesipt, Tatiany Peralta, as ações já fazem parte da programação da Coordenação no atendimento aos povos tradicionais, como a dos índios da etnia Warao, com o objetivo de proporcionar boas práticas de saúde e alimentação que possam dar uma resposta emergencial a essa população em termos de proteção e de integração local. “É a segunda ação que já realizamos. No decorrer de 2020 estão previstas outras quatro atividades semelhantes”, informou a coordenadora.

Adaptação - Ainda segundo Tatiany Peralta, um dos grandes desafios para os índios da etnia Warao é a adaptação a este novo ambiente – muito diferente das suas comunidades de origem. São famílias que tiveram que deixar suas comunidades para procurar proteção e refúgio no Brasil, e estão tendo de viver em um ambiente diferente do que estavam habituados. Eles precisam se adequar a novos hábitos pessoais, de alimentação, recreação e moradia. No entendimento da Cesipt, trata-se de um trabalho gradativo de conscientização de práticas de higiene, que é essencial para garantir a saúde de todos.

Durante a ação, foram realizadas 25 testagens, aplicadas 30 doses de vacina tríplice viral – que protege contra sarampo, rubéola e caxumba - e 30 atendimentos básicos em saúde bucal. “Os procedimentos considerados mais complexos, verificados no decorrer do atendimento, foram encaminhados para atendimentos nos Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs), quando necessário”, explicou a coordenadora estadual de Saúde Bucal, Alessandra Amaral.

Após sessões de escovação orientada em escovódromo, foram entregues 65 kits de higiene bucal, contendo escova, creme e fio dental. As equipes da Sespa também proporcionaram momentos de diversão às crianças do abrigo, com oficinas de desenho e pintura.Além dos serviços de saúde, as crianças participaram de ações de entretenimento