Procon Pará fiscaliza postos de combustíveis da região metropolitana

Agentes realizaram testes de qualidade e quantidade para saber se o conteúdo que é comercializado nos estabelecimentos está regular

20/02/2020 11h50 - Atualizada em 20/02/2020 12h36
Por Ascom Sejudh (SEJUDH)

Agentes de fiscalização do Procon Pará, vinculado à Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), iniciaram a vistoria em postos de combustíveis localizados em Belém e região metropolitana. O objetivo é verificar a qualidade dos combustíveis oferecidos aos consumidores.

Oito estabelecimentos foram analisados de acordo com o Código de Defesa do Consumidor. Informações claras e precisas sobre os preços cobrados, a presença do exemplar do Código do Consumidor e a verificação da documentação do posto, foram alguns itens verificados.

Agentes do Procon Pará verificam a qualidade dos combustíveis oferecidos aos consumidores na região metropolitana de BelémAlém disso, foram realizados testes de qualidade e quantidade para saber se o conteúdo que é comercializado está regular. “É possível analisar a real quantidade de combustível despejado pela bomba e constatar se o valor liberado é o mesmo solicitado pelo consumidor”, explicou o agente de fiscalização do Procon, Jefferson Gonçalves.

Segundo a coordenadora de Fiscalização, Ágatha Barra, até o momento, não houve auto de infração lavrado nos estabelecimentos fiscalizados. “Foram feitos os testes e ainda não foi constatada nenhuma irregularidade que colocasse em dúvida a qualidade da gasolina nos postos visitados, mas vale lembrar que qualquer consumidor pode e deve solicitar ao posto que efetue o teste de qualidade quando desconfiar”, acrescentou a coordenadora.

Código de Defesa do Consumidor: 8 postos foram analisadosPara Nadilson Neves, da Diretoria de Proteção e Defesa do Consumidor, as fiscalizações repressivas e educativas são excelentes formas de garantir que o consumidor adquira um produto ou serviço de qualidade.  “As fiscalizações são pertinentes e importantes para coibir qualquer prática que viole o direito do consumidor. Por isso, as ações acontecem periodicamente e contam com a parceria da comunidade em nos comunicar qualquer irregularidade encontrada”, explicou o diretor Nadilson Neves.

O consumidor que se sentir lesado deve procurar a unidade do Procon/PA munido do cupom fiscal, documento que legitima a compra do produto naquele estabelecimento. A sede estadual da diretoria é fica na Travessa Lomas Valentinas, nº 1150 – Pedreira. O atendimento é das 8h às 14h, de segunda à sexta-feira. Outros canais de denúncia são os números (91) 3073-2824 / 151 ou o Email: proconatend@procon.pa.gov.br.