Portel tem parceria do Estado para obras nas áreas de saúde, educação e infraestrutura

Em reunião com o governador, o prefeito municipal garantiu recursos para hospital, escola, trapiche e pavimentação de vias

17/01/2020 18h27 - Atualizada em 17/01/2020 19h07
Por Carol Menezes (SECOM)

Governador Helder Barbalho, o prefeito Manoel Maranhense e demais gestores na reunião no Palácio do GovernoO município de Portel, no Arquipélago do Marajó, receberá do Governo do Estado o aporte de R$ 1 milhão para a conclusão do hospital municipal, cujas obras já foram iniciadas. O reforço financeiro para mais uma unidade de saúde pública foi confirmado pelo governador Helder Barbalho, em reunião com o prefeito de Portel, Manoel Oliveira Silva (Manoel Maranhense), na tarde desta sexta-feira (17), no Palácio do Governo, em Belém.

Durante a audiência, o prefeito também recebeu do chefe do Executivo estadual apoio para pavimentação de três quilômetros de ruas na sede municipal já em fevereiro, além da continuidade das obras em uma escola de ensino médio, com 12 salas. "Essa reunião não poderia ter sido melhor. Na verdade, foi para confirmar demandas que tínhamos passado durante as ações do projeto Governo Itinerante, e hoje o governador reafirmou o que foi prometido", informou o gestor municipal.

Helder Barbalho confirmou ainda para este ano a construção do trapiche de Portel, pela Companhia de Portos e Hidrovias do Estado do Pará (CPH) - com financiamento já em vias de contratação - e 146 quilômetros de pavimentação asfáltica para a rodovia Transcametá, que liga Portel a Tucuruí, no sudeste do Estado. O governador já encaminhou as demandas, para que sejam tratadas diretamente com as secretarias envolvidas.Helder Barbalho já encaminhou as demandas de Portel para as secretarias das áreas beneficiadas

De acordo com a secretária adjunta de Recursos Especiais da Secretaria de Estado de Administração e Planejamento, Renata Coelho, essa foi a forma encontrada pelo Governo para dar celeridade a projetos prioritários. "Isso vai levar investimento e proximidade do Governo com as prefeituras, e isso nunca tinha ocorrido. Por isso, estamos envolvendo as secretarias, para que juntos tudo possa ser feito de forma mais rápida", acrescentou a adjunta da Seplad.