Alunos especiais da Escola Yolanda Martins realizam primeira formatura da EJA

14/01/2020 16h56 - Atualizada em 14/01/2020 23h02
Por Leidemar Oliveira (SEDUC)

Concluintes da primeira turma de Educação de Jovens e Adultos (EJA) para pessoas com deficiência intelectualA Unidade de Educação Especializada (UEES) Yolanda Martins e Silva viveu um momento inédito na história da instituição. A escola realizou na manhã desta terça-feira (14) a solenidade de formatura da primeira turma de educação de jovens e adultos (EJA) para alunos com deficiência intelectual (D.I). A Unidade existe há 40 anos e em 2014 implantou a modalidade de EJA. Ao todo, 10 alunos especiais da segunda etapa do Ensino Fundamental menor (1º ao 5º ano) foram diplomados, o que representa um grande avanço na escolaridade desses estudantes.

A diretora da UEES, Ana Bisi, explica que são alunos com mais de 30 anos que em virtude da deficiência intelectual passam por um processo de ensino-aprendizagem muito mais lento e flexibilizado, por isso alcançar a formatura é uma grande conquista.

A solenidade reuniu dirigentes, professores, funcionários, pais e alunos

“Esse momento é de superação, pois esses alunos conseguiram realizar a jornada acadêmica, o que há anos era um obstáculo. Hoje, eles mostraram que tudo é possível e que são capazes de dar a volta por cima, aprender e realizar todos os seus sonhos”, destaca Ana Bisi.

Localizada no bairro do Marco, em Belém, a Escola Yolanda Martins é uma unidade especializada do Estado em DI e outras comorbidades. É vinculada à Coordenação de Educação Especial da Seduc e pertencente à USE 8 (Unidade Seduc na Escola). A Unidade é a única especializada de Belém, que tem um processo de escolaridade de EJA pra DI. Os estudantes possuem grade curricular adaptada e metodologia funcional, onde o conteúdo é repassado de uma forma diferenciada do padrão tradicional. “O currículo é mais focado na prática de vida do aluno, justamente para facilitar a aprendizagem e ajudá-lo na inserção do ensino regular”, explica Bisi.

A solenidade reuniu dirigentes, professores, funcionários, pais e alunos e expressou sentimentos de gratidão a todos que se envolvem na concretização da aprendizagem. Naja Faro, professora da segunda etapa da EJA, disse que os últimos três anos foram intensos na aprendizagem dos estudantes. A docente informou que a escola está montando uma assessoria especial para dar acompanhamento aos mesmos nas escolas onde se matricularem.Os concluintes definiram a formatura como um momento de superação

Gláuber dos Santos, um dos alunos diplomados da escola, diz que o diploma é resultado de muita dedicação e que a hora é de continuar pensando no futuro. “Vou sentir saudade dos meus amigos de sala de aula, mas fico feliz em saber que todos seguirão para outras unidades de ensino do Estado e que nós vamos conseguir nosso objetivo maior até chegar a universidade”, comentou.

A UEES Yolanda Martins está com matrículas abertas para a escolaridade regular, de acordo com o calendário oficial da Seduc. Já para os programas especializados as matrículas podem acontecer no decorrer do ano.

A Escola Yolanda Martins é vinculada à Coordenação de Educação Especial da Seduc