Emater dará apoio ao IBGE no censo demográfico 2020

08/01/2020 14h53 - Atualizada em 09/01/2020 15h45
Por Rodrigo Reis (EMATER)

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) vai apoiar o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na coleta de informações para o censo demográfico 2020, que iniciará em agosto e seguirá até o mês de outubro deste ano, em todos os 144 municípios paraenses. A Emater fornecerá informações de mapeamento local e emprestará a estrutura física de alguns de seus escritórios para o IBGE.

As reuniões de planejamento e acompanhamento para o censo começam em fevereiro em alguns municípios e nesses encontros haverá a participação de técnicos de campo da Emater para ajudar a mapear e definir rotas de acesso a determinadas localidades, como aldeia indígena e quilombo, por exemplo, que são públicos atendidos pela Empresa.

Representantes locais dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, bem como entidades de classe, instituições públicas ou privadas, e outros representantes da sociedade civil organizada, também vão participar das reuniões de planejamento nos municípios.

Para o diretor técnico da Emater, Rosival Possidônio, dada a capilaridade da empresa, que possui escritórios nos 144 municípios paraenses, a parceria é necessária porque além de disponibilizar a estrutura dos escritórios aos técnicos de coleta, a empresa vai poder também se atualizar em relação aos seus públicos atendidos em todo o Estado.

“O mais interessante disso, é que a Emater vai ter acesso – em primeira mão -, ao levantamento prévio dos dados e poderá, a partir disso, definir metas e estratégias de acordo com as informações levantadas”. O diretor explica ainda que, com dados mais precisos, a Emater vai conhecer melhor estatisticamente o quilombola, o indígena, o ribeirinho, por exemplo e traçar planos específicos de atuação para melhor atender cada grupo.

Douglas Oliveira, gerente do IBGE Estadual, explica que serão cerca de sete mil técnicos do IBGE na coleta do censo, e que o apoio da Emater será fundamental para que eles façam o levantamento com precisão e qualidade nos municípios.

No que se refere à contrapartida, o gerente explica que, de acordo com a demanda da Emater, o IBGE vai elaborar e aplicar treinamentos para técnicos da empresa referente a uma gama de temáticas, como estatísticas da área agropecuária, meio ambiente, recursos naturais, geociência, economia e produção de mapas municipais e estaduais. 

UDB – Um dos locais que abrigará técnicos do IBGE é a Unidade Didática de Bragança (UDB), responsável por desenvolver projetos de pesquisa e extensão, além de treinamentos voltados à agricultura familiar. O espaço possui alojamento, auditório e refeitório e será utilizado, inclusive, para treinamentos dos técnicos do IBGE na região.

A coleta do censo demográfico 2020 vai abordar temas como características dos domicílios, identificação étnico-racial, núcleo familiar, fecundidade, religião ou culto, deficiência, migração interna ou internacional, educação, deslocamento para estudo, trabalho e rendimento, deslocamento para trabalho e mortalidade.