Alegria, shows e fogos marcam Réveillon das Docas 2020

Mais de 50 mil pessoas aproveitaram a virada do ano no complexo, na reabertura da programação gratuita para o público

01/01/2020 08h30 - Atualizada em 01/01/2020 12h29
Por Fernanda Scaramuzini (Pará 2000)

População aprovou o resgate da festa de réveillon feita pelo governo do EstadoO clima chuvoso deu espaço para a alegria e a diversão na noite de terça-feira (31), durante o Réveillon das Docas 2020. Mais de 50 mil pessoas estiveram reunidas no evento resgatado pelo governo do Estado, com coordenação da Organização Social Pará 2000, que administra a Estação das Docas, palco da festa das famílias paraenses e turistas.

A programação teve início às 21h com a reabertura do complexo ao público, que encontrou um ambiente com segurança reforçada, dois palcos com atrações musicais regionais, uma praça de alimentação e muita alegria para esperar a chegada do ano de 2020.

Gisele Freire e sua família curtiram a festa da viradaA corretora de imóveis Gisele Teixeira Brasil Freire, 48, e sua família foram um dos primeiros convidados a chegar na festa. “Esta é a primeira vez que fico em Belém nesta data e escolhi vir para a Estação, por causa da acessibilidade para o meu filho Leonardo, que precisa da cadeira de rodas para se locomover e, por ser um local seguro com uma programação musical gratuita. Estou gostando bastante”, explicou.

Sambloco se apresentou no Anfiteatro São Pedro NolascoNo Palco 1, montado no Anfiteatro São Pedro Nolasco, os rapazes do Sambloco esquentaram o clima do público. Em seguida, o cantor Arthur Espíndola e sua banda apresentaram um repertório variado de samba e música regional, dando as boas vindas ao novo ano com uma extensa queima de fogos direto da Baía do Guajará. Simultaneamente, no Palco 2, montado no recuo dos Armazéns 1 e 2, a Banda Axé e Cia e a Banda Nova fizeram apresentações contagiantes.

O Réveillon das Docas continuou no Palco 1, com show do icônico Pinduca e da Escola de Samba Rancho Não Posso me Amofiná, que animou o público que não arredou o pé com o primeiro grito de carnaval do ano. E no Palco 2, as atrações foram a Banda Kiko Luz e o irreverente Elói Iglesias, que agitou os visitantes até de madrugada.

“Eu já vim em outros anos para o réveillon aqui na Estação e este ano estou achando muito bom, seguro. Vim com a família inteira, montamos a nossa festa, com cadeiras, bebidas, petiscos e tudo isso aproveitando uma programação musical incrível e gratuita”, contou a farmacêutica Jéssica Sorriso, 29.

“Estamos muito satisfeitos por termos promovidos uma grande festa para o público paraense e para os turistas que visitam nossa cidade. Com realização do Governo do Pará e a coordenação da OS Pará 2000, resgatamos esse evento tão belo e simbólico para a nossa população. Toda a logística requerida foi possível apenas com apoio de todos os órgãos do Estado e da Prefeitura, que colaboraram com afinco para o sucesso do Réveillon das Docas 2020, marcando assim o início de mais um ano com tranquilidade, alegria e muita festa”, declarou o diretor-presidente da Pará 2000, José Dantas Júnior.

O Réveillon das Docas contou durante todo o evento e após o término com a ação da Associação dos Catadores da Coleta Seletiva de Belém. Cerca de 10 integrantes recolheram as latinhas de bebidas consumidas durante a noite, garantindo um destino adequado e ainda evitando o descarte na Baía. A expectativa é que mais de 350 kg de latinhas tenham sido reaproveitadas.

O evento teve a parceria da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), que disponibilizou água do lago Bolonha, situado do Parque Estadual do Utinga, para toda a equipe de mais de 200 pessoas, entre funcionários, membros do sistema de segurança e saúde, que trabalharam no evento.