Secretaria de Esporte e Lazer faz retrospectiva de ações realizadas no ano

29/12/2019 13h39 - Atualizada em 29/12/2019 20h07
Por Bianca Rodrigues (SEEL)

O esporte é uma importante arma social para o desenvolvimento de um estado, pois além de reduzir a criminalidade, proporciona o desenvolvimento humano e a melhoria da qualidade de vida da população. Por esses motivos, que a Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), incentivou e realizou diversos eventos esportivos em 2019, bem como apoiou atletas paraenses nas mais variadas modalidades esportivas, em campeonatos regionais, nacionais e internacionais.

Ao longo do ano corrente a pasta, em parceria com Prefeituras, Associações e Entidades, corroborou com a realização de eventos, entre eles o 19º Festival da Pororoca, ocorrido no município de São Domingos do Capim. Cerca de 80 surfistas aproveitaram a passagem da onda. Várias atividades fizeram parte da programação como oficinas, torneios esportivos, campeonato de canoagem e shows culturais, o que garantiu a diversão dos mais de 30 mil visitantes.[

No segmento de lutas, a Seel esteve junto na 5° etapa do Prime Internacional Solidário de Jiu-Jitsu, no Ginásio Poliesportivo Almir Gabriel (Abacatão), que contou com a participação de 1.386 atletas do Pará, São Paulo, Amazonas e Rio de Janeiro, e ainda da Argentina, Chile, Peru e Canadá. E também na 1ª fase do Campeonato Brasileiro de Karatê Esportivo, no Ginásio Poliesportivo de Parauapebas, participaram 1.308 atletas de 17 estados do Brasil.

A capital paraense, Belém, foi escolhida pela Federação Internacional de Basquete (FIBA) para sediar os jogos da Copa América de Basquete Masculina Sub-16, que contou com a atuação da seleção brasileira, e as equipes internacionais Canadá, Porto Rico e Uruguai, Estados Unidos, México, Argentina e República Dominicana, disputaram na Arena Guilherme Paraense.

A Secretaria foi responsável por organizar atividades desportivas, recreativas e de lazer, como foi o caso do “Verão com Esporte e Lazer”, programação esportiva para veranistas nos municípios de Salinópolis, Bragança, Santarém e Curuçá. O final de semana de julho foi embalado com atividades de futevôlei, vôlei, gaymada, futebol de areia e aula de ritmos, além de atração musical, movimentando os turistas que curtiam o veraneio.

“Nosso sucesso dependeu de todos, de um trabalho em equipe. Conseguimos desenvolver várias atividades em 2019. Por isso, nossos objetivos para o próximo ano são manter as atividades atuais, aumentando a sua qualidade, e planejar para o próximo ano que muita coisa boa ainda irá acontecer”, conta Arlindo Silva, titular da Seel.

O compromisso com a comunidade foi de suma importância na gestão, pois é uma forma de resgatar crianças e adolescentes das zonas de riscos. Com essa intenção, a Seel assinou um Termo de Cooperação destinado a transformar a realidade de crianças e adolescentes paraenses. A parceria foi entre a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e Federação Paraense de Futebol (FPF), que visou a implantação do projeto "Gol do Brasil", que incentiva crianças e jovens a ter acesso à formação esportiva no futebol. Estão inscritos 233 alunos, com idade entre seis a 17 anos, no contra turno escolar, para ter aulas no Centro da Juventude (CEJU), em Belém.

Também faz parte de suas atribuições, garantir o resgate do valor e com a preservação de manifestações culturais locais. Pelo terceiro ano, a cidade de Soure recebeu apoio da Seel, no 3º Festival do Cavalo Marajoara, que resgata a tradição e cultura da região. O evento contou com competidores de Cachoeira do Arari, Salvaterra e Santa Cruz do Arari e reuniu mais de 15 mil pessoas.

“A cultura marajoara é fonte de inspiração para muitos, principalmente quando há uma identidade cultural. Poder incentivar eventos como este é uma satisfação, pois dar a oportunidade de conhecer a tradição naquela região”, disse o secretário.

Programas e Projetos da Secretaria incentivam a prática do esporte e a valorização do atleta. O projeto Vida Ativa na Terceira Idade foi criado especialmente para atender as pessoas com idade acima de 50 anos. O principal objetivo é valorizar a inserção da pessoa idosa na sociedade, por meio de práticas esportivas como caminhada orientada, ginástica, hidroginástica, natação, dança, e atividades de memorização, além de passeios e festas como o Baile de Carnaval que reuniu mais de cinco mil pessoas que comungam do mesmo ideal de valorização do cidadão paraense incentivado pela Seel. O projeto atende mil pessoas em Belém e Região Metropolitana.

O projeto de Canoagem de Velocidade, tem como objetivo ministrar aulas de canoagem para adolescentes e jovens de 13 a 18 anos, incentivando a importância do esporte e respeito ao meio ambiente. Atualmente, os núcleos que estão em funcionamento são no município de Oriximiná, Senador José Porfírio e Portel. No total, o projeto atende de forma gratuita mais de 200 alunos nos polo. Recentemente, os polos localizados em Senador José Porfírio e Oriximiná, receberam oficinas de reparos de caiaques, proporcionando aos participantes conhecimentos para serem aplicados em outras atividades econômicas à comunidade.

Outro projeto da Secretaria é o Talentos Esportivos, que contribui para o desenvolvimento motor das crianças e jovens, bem como envolver por meio de aulas gratuitas de ginástica artística e futebol de salão. O projeto atende a 600 crianças e adolescentes. As aulas são realizadas no Campus III, do curso de Educação Física da Universidade Estadual do Pará (Uepa), em Belém, e contempla as necessidades do esporte de rendimento, de participação e educacional.

Nascida em uma família de atletas, a ginasta Calina Foro começou sua trajetória aos quatro anos quando a mãe, Eliete, a levou para participar do projeto Talentos Esportivos, em 2010. Desde então, a menina vem conquistando espaço no mundo da ginástica e aos 13 anos é uma das indicadas para o troféu Rômulo Maiorana este ano.

"No projeto, me desenvolvi como atleta e a ajuda dos técnicos, que repassam o conhecimento, foi importante para as vitórias no meu currículo", disse Calina.

Voltado ao esporte de alto rendimento, surge o programa Bolsa Talento, na qual reúne modalidades olímpicas e paralímpicas. Atualmente, o programa é regido pela Lei 7.119, de 31 de março de 2008, que estabeleceu critérios técnicos para obtenção da bolsa, além de estimular a gestão esportiva entre as federações responsáveis pelas indicações dos contemplados. O último edital do Bolsa Talento contemplou 76 atletas.

Desde o início do ano, mais de 500 atletas já foram atendidos pela Secretaria, inclusive com apoio para participação em eventos internacionais como o Campeonato Mundial de Muay Thai Tradicional, realizado em Bangkok, Tailândia; o Sulamericano de Manbol, no Equador e Chile; o Campeonato Sulamericano de Remo, em Assunção, Paraguai e outros.

Jessica Santiago, jogadora de vôlei de praia, contou com o apoio da Seel para participar de duas competições este ano fora do Estado. “A ajuda da Seel é de suma importância, pois precisamos custear nossa passagem e hospedagem para participar das competições nacionais e de grande visibilidade. Estamos muito felizes em receber essa ajuda do Governo do Estado, através da Secretaria, ressalto que é muito difícil conseguir patrocínio e a Seel está abriu as portas pra gente”, finaliza Jéssica.