Em três hospitais, crianças em tratamento recebem brinquedos e visita do Papai Noel

As doações a pacientes de instituições da rede pública de saúde resultaram de iniciativa da Secretaria de Estado de Administração

18/12/2019 19h09 - Atualizada em 18/12/2019 23h11
Por Laíse Coelho (SECOM)

Elenita Queiroz (d) e o menino Paulo Vítor Lima, ao lado da primeira-dama Daniela Barbalho e do Papai NoelOlhares atentos e ansiosos, na expectativa de uma das visitas mais esperadas do ano: o Papai Noel. Foi nesse clima natalino que cerca de 150 crianças que fazem tratamento no Hospital de Clínicas Gaspar Vianna receberam o ilustre visitante no auditório da instituição, nesta quarta-feira (18). “Meu filho faz tratamento de um problema do coração aqui no Hospital desde que nasceu, há 10 anos. Ele tá com uma expectativa grande, e é um momento especial, em que ele se distrai e brinca um pouco”, disse a dona de casa Joana da Silva, mãe de Enderson Fernando, 10 anos, uma das crianças a ganhar brinquedos, em uma iniciativa da Secretaria de Estado de Planejamento e Administração (Seplad).Joana da Silva e o filho, Enderson Fernando, paciente do Hospital de Clínicas

A Secretaria começou hoje a entregar 1.222 brinquedos para pacientes de hospitais da rede pública de saúde do Estado, na Região Metropolitana de Belém. As instituições foram escolhidas após um levantamento feito pela Seplad. A entrega foi acompanhada pela primeira-dama do Estado, Daniela Barbalho; pela secretária adjunta da Seplad, Thainná Alencar, e pela diretora de Gestão de Política de Saúde Ocupacional do Servidor da Secretaria, Luiza Tuma.

“É um momento muito especial de alegria e amor ao próximo. Além de tratar as doenças, é o cuidado, o bem-estar e a felicidade de uma criança”, ressaltou Alessandra Leal, presidente da Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Viana. A instituição recebeu mais 300 brinquedos, que serão distribuídos para as crianças que não puderam participar da celebração natalina.

A primeira-dama Daniela Barbalho entregou presentes e agradeceu à equipe do hospital pela atenção com as crianças. “É uma honra estar aqui. É a primeira vez que venho ao HC para poder retribuir, agradecer e participar desse momento especial. A gente sabe que foi um ano difícil, mas mesmo diante de toda a dificuldade vem o momento de agradecer a Deus e aproveitar essa festa, mais do que justa e merecida para as crianças. Que o dia do nascimento de Jesus possa significar renascimento na vida de cada um. Que Deus abençoe muito vocês. Quando falamos de saúde e criança, não tem como segurar a emoção”, declarou.Centenas de presentes foram distribuídos a pacientes de três hospitais públicos

Solidariedade - No Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo a expectativa era visível em crianças e adultos. Elenita Queiroz, madrasta de Paulo Vítor Lima, paciente internado há dois meses, ficou feliz com a visita do Papai Noel, e com o que esse evento representou para o enteado. “É uma luta muito grande. Creio que ele vai ficar bem. Larguei tudo para cuidar da saúde dele. Ele não tem previsão de alta, mas tenho fé que vai ficar bem”, destacou Elenita Queiroz.

O Hospital é referência para diagnóstico e tratamento de crianças e adolescentes com câncer no Pará. Em 2019, a instituição se tornou a primeira do Sistema Único de Saúde (SUS), no segmento de oncologia pediátrica, a conquistar a certificação ONA 3.

Daniela Barbalho e paciente do Hospital Oncológico InfantilA diretora-geral do Oncológico Infantil, Alba Muniz, agradeceu a ação de solidariedade, afirmando que “essas visitas reforçam, para nós, esse envolvimento de sociedade e governo nessa causa tão grande, que é a oncologia pediátrica, e tenho certeza que a equipe que veio aqui também leva a missão de generosidade que o mundo tanto precisa”, afirmou.

Acolhimento - A terceira instituição a receber a doação de presentes foi a Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará. Para o presidente da Fundação, Bruno Carmona, foi uma ação fundamental de humanização, que vai ajudar na recuperação dos pacientes. “Receber esse calor humano, além da parte técnica, é fundamental no tratamento. É muito gratificante ver o sorriso das nossas crianças, que estão precisando de um acolhimento”, disse o gestor.Papai Noel entregou os presentes às crianças

Daniela Barbalho reforçou a importância do gesto de solidariedade. “Levar essa energia positiva, calorosa, onde levamos sentimentos de união, renovação e amor ao próximo, é essencial. Esse é um momento em que afloram esses sentimentos, e que traz alegria, que pode ser vista no olhar de cada mãe, de cada pai, de cada criança que está aqui no Hospital. Não tem como não se sensibilizar com a história de cada um”, reforçou a primeira-dama.

Sentimentos que confortaram e renovaram a esperança de Janilde de Souza, que reside em Capanema (nordeste do Pará), e acompanhava o filho de seis anos em tratamento renal. “Meu filho opera nesta quinta (19), e eu não estava esperando a visita. Ficamos muito felizes”, declarou Janilde de Souza.

Funcionários dos hospitais ajudaram a alegrar o dia das crianças