Projeto Pernoh homenageia personalidades pela promoção de justiça social

06/12/2019 16h23 - Atualizada em 06/12/2019 17h19
Por Franklin Salvador (FASEPA)

Em reconhecimento pela promoção de justiça social, o Ministério Público do Trabalho do Estado do Pará (MPT-PA) e o Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJPA) homenagearam 28 personalidades. A Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa) foi uma das entidades que recebeu a Comenda Mérito de Promoção de Justiça Social no Estado do Pará pelo desenvolvimento do Projeto Escrevendo e Reescrevendo a Nossa História (PERNOH), durante a solenidade realizada no auditório do Fórum Cível de Belém, na quinta-feira (5).

Há três anos, o projeto atende residentes das áreas de risco e jovens egressos do sistema socioducativo do Estado do Pará, certificando esse público com diversos cursos profissionalizantes, como culinária, costura industrial, cabeleireiro, informática, empreendedorismo e também na área da musicalização e do esporte.

As comendas foram classificadas em três setores, são eles: 1º setor, Representantes do Estado e Autoridades; 2º setor, Mercado e Empresas; e 3º setor, as Organizações Não Governamentais e os Beneficiários, como explica o Procurador do Trabalho, Sandoval Silva. "Ao Estado e às autoridades, nós podemos promover justiça, todos nós somos promotores de justiça. Às empresas, vocês também podem ser um agente de mudança e de justiça social, partilhando o lucro com quem precisa. E a última premissa são as organizações não governamentais e os beneficiários, porque esses sim, não só fazem justiça, mas sentem e vivem a justiça", afirmou o procurador.

Fazendo uma analogia com o desenvolvimento de um ser humano, o juiz da 3ª vara da Infância, Vanderlei de Oliveira, comparou o projeto com uma criança que chegou a fase de receber um investimento maior para o seu crescimento. "Tanto aqueles que participaram da concepção desse bebê, quanto aqueles que participam do desenvolvimento dessa criança, saberão por experiência própria o quanto vale a pena escrever não somente a história deles, mas a nossa história também. E essa comenda representa simbolicamente o sucesso e a vitória", destacou o juiz Vanderlei.  

Para o secretário de assistência social, trabalho, emprego e renda (Seaster), Miriquinho Batista, a união e o compromisso de todos os entes é fundamental para formação desses jovens. "Nós temos muito o que fazer, nós precisamos agir também como Estado em muita coisa, mas se nós nos fecharmos e acharmos que damos conta sozinhos, nós estamos fadados de derrotas", concluiu o secretário.

Durante o evento, além das homenagens e discurso, o público pode também assistir uma pequena mostra resultado dos cursos de musicalização com crianças e jovens do projeto.