Setran vai substituir madeira por concreto em 70 pontes do Pará

Serão construídos 1.667,00 metros de pontes em concreto, distribuídas em 8 regiões de integração.

03/12/2019 11h34 - Atualizada em 03/12/2019 12h10
Por Kátia Aguiar (SETRAN)

Com um relevo intercortado por rios e igarapés, o Pará encurta distâncias por meio da construção de pontes. Ao todo são 719 em todo o Estado, 382 delas ainda em madeira. Para reduzir esse déficit e melhorar a qualidade do modal rodoviário, a Secretaria de Estado de Transportes (Setran) iniciará 2020 com a construção de 70 novas pontes em concreto distribuídas entre as  regiões de integração do Pará.

Segundo o titular da Setran, Pádua Andrade, a substituição ocorrerá por meio da aplicação de R$ 68 milhões captados junto à Caixa Econômica Federal (CEF).

“Os recursos serão aplicados em rodovias nas quais as pontes representam um problema para o fluxo de veículos, melhorando a segurança e o tempo gasto para transitar nas rodovias paraenses”, explicou.

As 719 pontes existentes no Pará integram as 130 rodovias PAs e 23 vicinais em 7.500 km de estradas em todo o Estado. Este ano, a Setran construiu três novas pontes. Uma na PA 327, entre os municípios de Conceição do Araguaia e Santa Maria das Barreiras, outra na PA 449, entre Conceição do Araguaia e  Floresta do Araguaia e na PA 287 entre Redenção e Cumaru do Norte, no entanto o esforço foi redobrado para garantir a manutenção e conservação de mais de 200 pontes que precisaram de manutenção ou serem reconstruídas ao longo de 2019. “Tivemos um inverno atípico este ano e associado à falta de conservação das pontes nos últimos anos, todo dia havia uma estrada cortada ou uma ponte danificada, mas nos preparamos para o próximo inverno com reforço das estruturas e das equipes em todos os municípios paraenses”, disse Pádua.   

Além da reconstrução de 268 metros da ponte Rio Moju, a Setran constrói 18 pontes em concreto no sul do Pará e outras dez na PA 462, em Augusto Corrêa, nordeste paraense. Há ainda a duplicação da ponte sobre o rio Sampaio, em Salinópolis.