Polícia Militar realiza Primeiro Pregão Internacional para compra de armamentos

29/11/2019 19h32 - Atualizada em 29/11/2019 19h50
Por Carlos Reinanderson (PM)

O primeiro pregão internacional foi realizado no quartel do Comando-Geral da PMA Polícia Militar do Pará, por meio da Comissão Permanente de Licitação (CPL), realizou na manhã desta sexta-feira (29), no auditório do quartel do Comando-Geral da PM, no bairro Parque Guajará, em Belém, a Ata de Sessão Pública do Primeiro Pregão Presencial Internacional para registro de preços visando à aquisição de pistolas, calibre .40, para uso da corporação e de outros órgãos estaduais de segurança pública.

Do certame participaram representantes de empresas bélicas nacionais e internacionais, além de oficiais da PM, tendo à frente o comandante-geral, coronel Dilson Júnior. Na ocasião, as empresas apresentaram os valores dos armamentos para que a instituição pudesse escolher o melhor produto, com o preço mais vantajoso.Várias autoridades da corporação, incluindo o comandante-geral, coronel Dilson Júnior, acompanharam o certame

O vencedor do pregão, a empresa italiana Berreta, que apresentou o menor preço, terá 30 dias para apresentar amostras destinadas aos testes práticos. Se os armamentos forem aprovados, será efetivada a compra. Caso contrário, a segunda colocada, a empresa austríaca Glock, poderá apresentar suas amostras para os testes.

Ineditismo - Segundo o major Nelson de Sena, presidente da Comissão Permanente de Licitação, o certame - uma iniciativa inédita no Estado -, foi um sucesso. “O pregão transcorreu de forma satisfatória. Os participantes apresentaram suas propostas e pudemos escolher a mais vantajosa. Agora, virão os testes práticos com os armamentos”, informou o oficial.

A licitação é para a compra de 10.200 pistolas, que serão distribuídas para a Polícia Militar, Polícia Civil e Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup).

Somente para a PM foram solicitados mais 7 mil armamentos, destinados aos futuros policiais militares que ingressarão na corporação por meio de concurso público.