Fundação Santa Casa lança programa de valorização de servidores

Ações serão desenvolvidas de forma permanente e focam saúde, cidadania e sustentabilidade

29/11/2019 10h05 - Atualizada em 29/11/2019 12h02
Por Helder Ribeiro (SANTA CASA)

Colaboradores puderam emitir documentos e usufruir de serviços de estética e bem estarA Santa Casa lançou, na quinta-feira (28), o Programa Valoriza, que será desenvolvido de forma permanente para os trabalhadores da instituição a partir de seis projetos que enfocam a saúde, bem estar, qualidade de vida e espiritualidade; cidadania, cultura e lazer; produção e empreendedorismo; sustentabilidade e o acolhimento dos servidores. Em dezembro, será divulgado o calendário de atividades para 2020.

“O lançamento mais do que superou as nossas expectativas. Os servidores compareceram em massa, o que demonstra que as ações e serviços ofertados despertaram o interesse deles, confirmando que existem necessidades que podem ser atendidas, garantindo bem estar e qualidade de vida, e esse bem estar vai se refletir no serviço que cada um de nós presta à população atendida pela Santa Casa”, avaliou a coordenadora do Comitê de Humanização da Santa Casa, Clévia Dantas, que está a frente do Programa Valoriza.

A programação contou com a presença de vários colaboradores, entre eles instituições públicas, como a Polícia Civil e Banpará; empresas privadas que ofereceram serviços de bem estar e estética, além da Associação Beneficente de Capelania Social (Abecas), que colabora com a organização de eventos e presta apoio espiritual a pacientes e servidores da Santa Casa.

“Nosso papel dentro do projeto é fazer o trabalho de apoio espiritual para os servidores, para que possam cuidar melhor dos pacientes atendidos”, esclareceu Nazaré Correia, que integra o grupo.

Para a estudante de estética Janaína Cordovil, foi uma oportunidade de trazer um pouco de relaxamento e cuidados para os servidores, e receber de volta mais aprendizado. “É uma troca de experiências pra nós. Atendemos servidores que saíram do plantão noturno, que estavam cansados e puderam sair um pouco da rotina. Ao mesmo tempo, pudemos exercitar o que estamos aprendendo no curso”, contou.

Quem recebeu os serviços de cuidados com o bem estar e também de cidadania, se sentiu grato pela oportunidade. A servidora Luzia Matos estava há tempos tentando levar a mãe, Maria do Carmo, de 87 anos, para tirar a carteira de identidade. Ela foi uma das 150 pessoas atendidas pela Polícia Civil no lançamento do Programa Valoriza. “Achei excelente, pois assim a gente não perde um dia de trabalho e recebe um documento que é muito importante com comodidade. Trouxe a minha mãe, que é idosa e tem dificuldade para andar e aqui ficou mais fácil”, disse.

O papiloscopista da Polícia Civil, Dulcivaldo Costa, atuou na emissão de identidades e ficou satisfeito em atender outros servidores. “A gente sabe que a procura por esse documento é muito grande e trazer o serviço para a Santa Casa foi muito gratificante, pois assim cumprimos nosso papel de cidadania”.

O superintendente de Negócios do Banpará, Armindo Tavares, explicou que o objetivo da palestra foi falar sobre educação financeira para ensinar como planejar melhor as finanças e mostrar como o banco pode auxiliar nesse sentido. “Viemos compartilhar com os servidores os nossos produtos de créditos e informar sobre a redução da taxa dos nossos produtos de crédito, que são os menores do mercado. Além disso, na próxima semana, pretendemos trazer uma equipe para fazer renegociações de dívidas e novos consignados, e assim tentar trazer o equilíbrio financeiro aos funcionários, melhorando a sua qualidade de vida", informou Armindo.