Conceito digital do Banpará atrai interesse de bancos nacionais

03/07/2017 00h00
Por Redação - Agência PA (SECOM)

O caso de sucesso do Banpará Digital, ação pioneira que apostou em novos conceitos de tecnologia e agilidade para criar o primeiro ambiente de banco totalmente digital do país, tornou-se objeto de benchmarking - análise comparativa e sistemática de um produto/serviço da concorrência feita por empresas do mesmo segmento com a finalidade de checar o grau de competitividade de seus processos internos - para outras instituições financeiras do País.

Desde o primeiro semestre deste ano o Banpará vem recebendo a visita de representantes das áreas de negócios de instituições como o Banco Regional do Nordeste, Bradesco e do Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes). Nesta segunda-feira (03), foi a vez de um grupo de executivos da Caixa Econômica Federal conhecerem o funcionamento do Banpará Digital para reprodução de um conceito próprio baseado nas necessidades de seus clientes.

Eugênio Pessoa, diretor de Tecnologia do Banpará, expôs todas as etapas do projeto, desde a sua elaboração. “As primeiras conversas que tivemos sobre a possibilidade de implantar esse espaço tiveram início no final de 2015. Viajamos para alguns países em busca das tecnologias usadas em agências que trabalhavam com o conceito digital para, então, adaptarmos à realidade do nosso banco”, explicou.

De acordo com o diretor, a necessidade de se reinventar para alcançar novos públicos foi um dos principais motivos para a elaboração do projeto. “Vivemos em um mundo onde as pessoas procuram facilidade e rapidez em qualquer tipo de atendimento, e no setor bancário isso não é diferente. A nova geração não quer mais ter o trabalho de ir a uma agência tradicional para fazer suas transações. Em função dessa demanda de mercado, o Banpará vem inovando na prestação de serviços bancários com toda conveniência”, disse Eugênio.

Eugênio pontuou que a dificuldade de acesso à internet por boa parte da população ainda é um dos grandes desafios na região Norte. “Para evitar falhas nas transações bancárias nós implantamos uma rede de fibra ótica própria, de forma a proporcionar aos nossos clientes uma performance digna de um espaço com conceito digital”.

Desde a sua inauguração, em fevereiro deste ano, o Banpará Digital contribui com o crescimento de acesso aos canais digitais como o Mobile Banking e a Internet Banking Banpará, que só no primeiro semestre apresentaram um crescimento de acessos em mais de 20%.

Banpará Digital

O espaço Banpará Digital oferece duas salas de atendimento assistido, equipadas com aparelhos de vídeoconferência, mesa e cadeiras, dotadas de isolamento acústico e visual. Nas salas, o cliente tem atendimento personalizado, exatamente como se estivesse em uma agência tradicional. Além disso, conta com caixas eletrônicos que dispensam inclusive cartão com chip.

Kelen Barros é gerente nacional da Caixa Econômica Federal e representou a instituição durante o benchmarking do Banpará Digital. “A transição para o meio digital é uma realidade quase que palpável. Os serviços estão literalmente na palma das nossas mãos e para nós, da Caixa, tentar elaborar um espaço como esse será um grande desafio. Nós buscamos alcançar todos esses públicos, do cliente mais conservador ao mais arrojado. E essa concepção do Banpará representa um grande passo em termos conveniência bancária e mostra para todas as instituições, sejam elas de quaisquer ramos, que inovar é uma necessidade”, disse.