Obras na rua Yamada e rodovia do Tapanã já beneficiam a população

Vias serão duplicadas e requalificadas. No Tapanã, quase 50% dos serviços já estão concluídos

20/11/2019 12h11 - Atualizada em 20/11/2019 15h15
Por Michelle Daniel (NGTM)

Trabalhos foram retomados este ano e já melhoram a vida dos moradores e de quem passa pela áreaAté pouco tempo, a dona de casa Vera Lúcia Amaral, 40, andava pela rodovia do Tapanã com dificuldade. “Era muito buraco, ruim mesmo. Quando chovia, era ainda pior: os ônibus davam banho de lama na gente”. Com a intensificação das obras de duplicação e requalificação da rua Yamada e rodovia Tapanã, executadas pelo Governo do Pará, a moradora já vive outra realidade.

“A gente percebe que o trabalho está sendo feito e de forma rápida. Muitos trechos estão concluídos. Já melhorou muito. Dá até para atravessar a rua com tranquilidade, sem buraco e sem lama”, comentou Vera.

O motorista de Marcos Cabral elogia o avanço das obrasUmas das principais vias que o motorista de ônibus Marcos Cabral, 44, passa diariamente é a rodovia do Tapanã até chegar ao conjunto Cordeiro de Farias. Ele conta que também era impactado pelas péssimas condições de trafegabilidade da rodovia, mas com o avanço das obras de duplicação, o cenário mudou.

“Diante da situação que estava, melhorou bastante. Antes, era ruim até de manobrar porque a rua era estreita. Como tinha muito buraco, os ciclistas e pedestres andavam na pista. Tudo é diferente. Está mais seguro para a população e para quem dirige também”, detalhou Marcos que está há 12 anos na profissão.

Na rua Yamada, onde o projeto de duplicação e requalificação também é executado por etapas, a população já contempla melhorias nos trechos onde os trabalhos avançaram e foram concluídos. “Os transtornos que eram muitos, acabaram. Temos mais espaços para os carros, condições adequadas na rua e, acredito que vai melhorar muito mais para todos”, frisou o morador Marcos Santos. “Precisávamos de uma obra como essa, principalmente porque a movimentação é grande aqui”, acrescentou.

Além de melhorias para a vida da população, por meio dessas obras, o Governo do Pará também gera emprego e valoriza a mão de obra local. Atualmente, aproximadamente 350 trabalhadores atuam de segunda a sexta-feira, como é o caso do pedreiro Aldo Rosário, 43. Ele estava desempregado há dois anos quando foi contratado para trabalhar nos serviços das rodovias. Com o novo emprego formal, consegue proporcionar melhor qualidade de vida à esposa e seus três filhos.

“Terminei de construir a minha casa e tudo o que tenho no meu lar é graças a Deus e a este trabalho. Para quem estava sem expectativa de vida, com certeza foi uma oportunidade que chegou em uma bora hora e transformou a minha família”, afirma.

Drenagem profunda é uma das etapas previstas no projeto orçado em R$ 62 milhõesOBRAS

Já estão concluídos quase 50% dos serviços de duplicação e requalificação da Rua Yamada/Rodovia Tapanã, em Belém. Os trabalhos foram retomados neste ano e seguem em ritmo intenso, com o objetivo de beneficiar cerca de 500 mil pessoas, já que as vias são importantes corredores de transporte da capital. A previsão do Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano (NGTM) – órgão estadual responsável pela execução da obra – é que a rodovia do Tapanã seja totalmente entregue à população até o mês de maio do próximo ano. Já na rua Yamada, o cronograma depende das desapropriações que necessitam ser feitas.

O projeto prevê a duplicação das vias, pavimentação asfáltica, drenagem profunda, calçadas com acessibilidade, piso tátil, ciclofaixas, iluminação pública, sinalização viária, implantação de canteiro central e nova urbanização ao longo de seus 9 km. A obra é mais uma etapa do Projeto Ação Metrópole, implantado nos anos 2000 que tem como objetivo melhorar a mobilidade urbana na Região Metropolitana. O contrato da obra, financiada com recursos do Banco do Brasil, foi assinado em 2013 e está orçado em R$ 62 milhões.

Entre os desafios, o engenheiro Eduardo Ribeiro, diretor-geral do NGTM, pontua o remanejamento de interferências, como postes e imóveis, ambos localizados na faixa de domínio da obra. Além disso, duas importantes mudanças no projeto inicial foram feitas. A primeira trata-se da iluminação pública ao longo dos 9 km da via e algumas melhorias de urbanização. As ruas municipais que receberam o lançamento de drenagem também estão sendo pavimentadas e reurbanizadas, como é o caso da Gerard Sampaio e Tucano, situadas na área do Tapanã.