Sectet promove a formação de assistentes administrativos em Santa Bárbara

Curso capacitou 24 pessoas, que agora estão aptas ao mercado de trabalho

20/11/2019 11h21 - Atualizada em 20/11/2019 13h38
Por Jeniffer Galvão (SECTET)

Alunos poderão usar conhecimentos adquiridos para fomentar seus pequenos negóciosEncerraram nesta quarta-feira (20), as aulas do curso de assistente administrativo, no município de Santa Bárbara, na Região Metropolitana de Belém. O treinamento foi ofertado pelo Programa de Educação Profissional e Tecnológica, da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet).

Além de aptos para o mercado de trabalho formal, os alunos estão usando os conhecimentos adquiridos para fomentar seus pequenos negócios, como venda de produção agrícola e comidas típicas. Rubens Sanches, da equipe da Sectet, desejou sucesso a todos os 24 concluintes do curso. “Vocês estão preparados para os desafios e devem seguir em busca de mais conhecimentos, sempre”, incentivou.

“É estimulante ver que muitos de vocês aproveitaram essa oportunidade de profissionalização para cuidar dos negócios que vocês já desenvolvem”, destacou a gerente da Coordenadoria de Formação Inicial e Continuada da Sectet, Karoline Cordeiro.

Agradecimento – A capacitação foi realizada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), contratado pela secretaria para desenvolver os projetos de formação profissional no Estado. As aulas iniciaram no dia 23 de setembro e foram ministradas pela instrutora Andréa Solon, no espaço do Projeto Social Ação Parceiros.

“Agradecemos a oportunidade e agradecemos mais ainda à professora, com quem aprendemos muita coisa, inclusive além das questões do curso”, disse Blenda Castro. Laíse Silva também agradeceu pela realização da preparação em Santa Bárbara e destacou a carência do município nessa área de formação profissional.

Habilidades – Durante o treinamento os alunos puderam desenvolver habilidades para a gestão de seus negócios, com aulas participativas que exploravam a integração entre os estudantes. Os alunos também trabalharam na construção de um site integrador para a comunidade, onde foram divulgados os negócios, assim como as habilidades e serviços que cada um pode oferecer.

Cleitiano Ferreira é dono de um balneário na região e fez o curso justamente para aprimorar a administração do seu negócio. “Foi um aprendizado que nós vamos levar pra vida. Eu espero que o governo continue se aproximando das comunidades, porque nós ainda temos muitos jovens que estão esperando por uma oportunidade como essa”, ressaltou.