Conferência destaca Escola Bíblica Dominical como patrimônio do Pará

02/11/2019 14h11 - Atualizada em 04/11/2019 08h27
Por Aline Saavedra (SEGUP)

O governador Helder Barbalho (e) e o pastor Gilberto Marques seguram o documento, que reconhece a importância das ações sociais e religiosas da Assembleia de DeusA sanção da Lei 8.894, que declara como patrimônio cultural de natureza imaterial do Estado do Pará a Escola Bíblica Dominical, foi comemorada por integrantes da igreja Assembleia de Deus durante a 31ª Conferência de Escola Dominical, que reúne membros de todas as regiões do Pará. A lei foi sancionada em 11 de setembro de 2019. O governador Helder Barbalho participou na manhã deste sábado (2) do evento, e ressaltou o reconhecimento do Estado ao serviço religioso e social oferecido pela instituição. A convenção ocorre no Centro de Eventos Pastor Francisco Alves Ribeiro, em Ananindeua (Região Metropolitana de Belém), com o tema "No princípio era a Palavra", e prossegue até este domingo (3).

O Pará é conhecido como o berço do pentecostalismo, e abriga a primeira Igreja da Assembleia de Deus no Brasil. E, pela primeira vez, a cidade de Belém recebe um evento na área da educação cristã, promovido pela Casa Publicadora das Assembleias de Deus (Cpad).O governador Helder Barbalho, outras autoridades e membros da Igreja Assembleia de Deus

"É uma felicidade poder participar desse evento das Escolas Dominicais Assembleianas. É uma satisfação por compreender, para o Estado e para o Brasil, o trabalho que a Assembleia de Deus tem feito por onde passa. A capacidade de estar presente onde as pessoas moram, seja uma comunidade, uma vila ou um conjunto de pessoas, faz com que portas sejam abertas para falar a palavra do Senhor. Essa ramificação da Assembleia de Deus permite fazer com que não apenas o cuidado espiritual ocorra, mas também a proteção social", destacou o governador.

O evento, que realiza plenárias, seminários e workshops, com grandes nomes da educação cristã, é voltado para pastores, professores, superintendentes e alunos da Escola Dominical de todo o País. Para o pastor Gilberto Marques, vice-presidente da Convenção-geral da Assembleia de Deus no Brasil e presidente da Convenção de Ministros e Igrejas evangélicas Assembleia de Deus no Estado Pará (Comieadepa), o Pará deu um passo à frente ao conceder o reconhecimento como patrimônio imaterial à Escola Dominical. "Nós estamos de coração agradecido pela sanção da lei. É um verdadeiro presente que hoje comemoramos. Não são muitos os estados que fizeram o que você fez. É realmente uma honra", afirmou o pastor, dirigindo-se ao governador do Pará.

Helder Barbalho (e) destacou no evento que a Assembleia de Deus oferece o cuidado espiritual e a proteção social