Iasep investe na readequação de suas agências do interior

Melhorias estão sendo implementadas para garantir o melhor atendimento da população que necessita dos serviços do Instituto de Assistência

31/10/2019 12h30 - Atualizada em 31/10/2019 15h23
Por Ádria Azevedo (IASEP)

A interiorização tem sido o foco atual do Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep). Por isso, desde o início do ano, servidores do instituto embarcaram na missão de fazer vistorias nas cidades que contam com representações do órgão, para verificar a realidade de cada agência e suas necessidades.

Em algumas, a situação era crítica, com locais de atendimento abandonados e até saqueados. Outra dificuldade encontrada nas agências ainda operantes, foi a falta de materiais básicos, como móveis, computadores e outros utensílios essenciais para a realização dos atendimentos ao público.

A iniciativa partiu da necessidade de checar se estava tudo de acordo com o que a gestão passada deixou registrado no sistema. Thiago Oliveira, gerente de Material e Patrimônio, coordenou as vistorias e presenciou a realidade de cada lugar.

“Encontramos todos os prédios deteriorados, mas os ajustes já estão sendo providenciados. Alguns dos prédios fechados já têm expectativa de reabrir, como o de São Miguel, cuja previsão de reinauguração é no início do ano que vem”, adianta. O de Breves também voltará a funcionar e, além de gerência regional do Iasep, que também abrigará a Secretaria Regional de Governo do Marajó.

Oliveira relata que algumas cidades já tiveram as agências restauradas e já retornaram aos serviços com mais qualidade. Já há também um cronograma para reformar outras agências que estão em situação mais crítica.

"Além das reformas dos prédios, estamos levando materiais de limpeza, materiais de expediente, centrais de ar-condicionado, computadores e scaners. Vale ressaltar que os computadores são todos recém-adquiridos, o que é uma novidade, já que antigamente só mandavam para o interior computadores usados, que já não serviam mais para a sede do Iasep”, pontua Thiago Oliveira.

Agência do Iasep de Óbidos antes e depois da reestruturaçãoMudanças – Quando foi nomeada como supervisora administrativa da agência do Iasep em Óbidos, em abril deste ano, Rosângela Mota recebeu o lugar sem condições de realizar serviços. No mês de maio, ela se deslocou até a sede do Iasep, em Belém, para expor pessoalmente a situação. “Me acolheram muito bem em Belém e graças a Deus fomos atendidos, pois hoje temos nosso prédio reformado e me sinto muito satisfeita. Percebemos que, com essa reforma, os segurados já sentem uma esperança”, comenta.

É o caso da segurada Emilza Savino, aposentada da Secretaria de Estado de Educação (Seduc). “O prédio, que estava deteriorado, está muito bom com essa reforma. A supervisora da agência nos atende muito bem, é muito empenhada. Agora, estamos esperando os médicos, pois estamos sem essa cobertura no município”, demanda.

Uma carência que em breve será suprida, com o lançamento da quarta chamada pública deste ano para municípios do interior, incluirá as cidades do Baixo Amazonas. “O interior está sendo prioridade para nós. E isso não é apenas uma meta do Iasep: é uma meta do governo do Estado, por isso, nosso intuito é equipar cada vez mais essas agências, reabrir as que estão fechadas, ampliar a rede credenciada nos municípios e estar em um número cada vez maior de cidades para atender nossos segurados”, finaliza o presidente da autarquia, Bernardo Almeida.

Colaboração: Thâmara Magalhães