Mulheres lideram os atendimentos no primeiro mês do 'Abelardo Santos'

21/10/2019 18h45 - Atualizada em 21/10/2019 22h10
Por Carol Menezes (SECOM)

Com 28 mil metros quadrados de área, o Hospital Abelardo Santos já se tornou referência para o atendimento especializado a mulheresOs atendimentos em ginecologia e obstetrícia foram os mais procurados no primeiro mês de funcionamento do Hospital Regional Dr. Abelardo Santos (HRAS), em Icoaraci, distrito de Belém. Dos 1.560 registros totais do período, 1.147 atendimentos (73,5%) foram para mulheres. No novo complexo de saúde, também já foram realizados 214 partos, sendo 159 naturais e 54 cesarianas. Em seguida, aparecem 206 atendimentos a recém-nascidos (13,21%), 152 a adultos (9,74%) e 55 infantis (3,53%).

Já as demandas para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) representaram 60% das internações nesse período. As UTIs pediátrica e neonatal atenderam 40% das solicitações, enquanto a clínica médica ficou com 36% dos pacientes recebidos.

Na abertura do “Abelardo Santos” para a sociedade, após seis anos em construção, o governador Helder Barbalho assinou decreto de cofinanciamento estadual para a Atenção Primária em Saúde, no valor de R$ 24 milhões. O compromisso é voltado ao aporte dos municípios, com o objetivo de fortalecer as ações destinadas a melhorar a qualidade da atenção às gestantes, às puérperas e mulheres em risco reprodutivo, com vistas à redução da mortalidade materna em todo o Pará.

Estrutura - Aberto à população oficialmente desde 20 de setembro, o HRAS tem mais de 28 mil metros quadrados e oferece, nesta primeira fase, 269 leitos, dentre os quais 60 em UTI (20 pediátricos, 20 neonatais e 20 adultos) e 30 leitos em UCI (Unidade de Cuidados Intermediários) Neonatal.Recém-nascidos estão entre os mais atendidos no primeiro mês de funcionamento do Hospital

São ofertados atendimentos diretos de urgência e emergência em obstetrícia (porta aberta), e urgência e emergência referenciada por outros serviços de saúde (prontos-socorros e UPAs – Unidades de Pronto Atendimento), em pediatria, clínica cirúrgica e clínica médica.

Também estão disponíveis exames de imagem - como raio X, tomografia, mamografia e ultrassom - e exames laboratoriais, consultas eletivas em pediatria clínica e médica, e ginecologia e obstetrícia para pacientes externos regulados pela Central Estadual.

Em janeiro de 2020 será iniciado o atendimento em nefrologia, com 25 máquinas de hemodiálise e capacidade para atender a 150 pacientes em três turnos, além de suporte hospitalar 24h para intercorrências de pacientes renais crônicos. Ao mesmo tempo, será oferecido o serviço de urologia clínica e cirúrgica.

Na terceira fase de implantação do Hospital Abelardo Santos, mais 100 leitos serão ofertados para a inserção das especialidades reumatologia, hematologia, gastroenterologia, neurocirurgia e cirurgia angiovascular.