Dia da alimentação saudável é comemorado com oficina sobre chás e plantas medicinais

A data é usada para alertar a população sobre a importância de cultivar e aproveitar plantas sem agrotóxicos.

18/10/2019 17h23 - Atualizada em 18/10/2019 18h07
Por Jéssica Ayres (HRPM)

A oficina foi bem recebida pelos acompanhantes que aprenderam quais os benefícios dos chás de erva-doce, capim santo e cidreira, cultivados na horta orgânica do HRPM.

Em comemoração alusiva ao Dia Mundial da Alimentação, lembrado anualmente dia 16 de outubro, o Hospital Regional Público do Marajó (HRPM), por meio do Serviço de Nutrição e Dietética, realiza até esta sexta-feira, 18, Oficina sobre “Os benefícios dos chás terapêuticos” junto aos  acompanhantes de usuários assistidos pela unidade hospitalar do Marajó.

De acordo com a coordenadora do SND, Renata Feio, a data foi implementada para alertar sobre a importância da alimentação saudável, acessível e de qualidade, chamada de “Segurança alimentar e Nutricional”, que também foca nos problemas sociais associados a ela, por exemplo, a fome, a desnutrição, a pobreza, dentre outros.

Neste processo, Renata destaca como é essencial a horta 100% orgânica mantida pela equipe do HRPM. “É muito importante expandir os conhecimentos à respeito, principalmente, das plantas medicinais, ainda mais quando essas plantas são cultivadas de forma natural e sem agrotóxico. A população é bem carente desse tipo de informação, então cabe a nós profissionais da alimentação, proporcionar este tipo de informação a eles”.

Durante a oficina, realizada no Refeitório do HRPM, ela ressaltou que o chá é um tipo de terapia de baixo custo e com uma quantidade rica em nutrientes que só trazem benefícios à saúde, além de conscientização ambiental que estimula o cultivo dessas plantas em suas próprias residências.

A oficina foi bem recebida pelos acompanhantes que aprenderam quais os benefícios dos chás de erva-doce, capim santo e cidreira, cultivados na horta orgânica do HRPM. Entre as participantes, estava a assistente administrativa, Alderina Vilhena, 41, que está acompanhando o tratamento de sua nora no hospital.  “A iniciativa é válida, achei bem interessante, a gente pode sanar as nossas dúvidas. Os ensinamentos aqui são importantes e muito agregador”, disse ela que é natural do município de Melgaço, distante  1h de lancha até Breves.

O HRPM possui uma horta orgânica com 180m² que é responsável por 80% dos legumes consumidos na alimentação diária.

Sustentabilidade- O HRPM possui uma horta orgânica com 180m² que é responsável por 80% dos legumes consumidos na alimentação diária servidas para colaboradores, usuários e acompanhantes, mantendo uma dieta saudável e devidamente balanceada pelo Setor de Nutrição e Dietética (SND), que é de fundamental importância para a evolução do quadro de saúde do usuário.

Desde 2018, os resíduos orgânicos produzidos na cozinha do hospital foram transformados em adubo 100% natural, por meio do processo de compostagem, feito no próprio local. Em setembro, foi implantado na unidade o sistema hidropônico que consiste na técnica de cultivar plantas sem solo, onde as raízes recebem uma solução nutritiva balanceada que contém água e todos os nutrientes essenciais ao desenvolvimento da planta.

A qualidade da alimentação produzida pela equipe do SND, foi reconhecida pela conquista do selo Green Kitchen, pelo padrão de qualidade na produção da alimentação e ambientação natural e sustentabilidade.

A certificação é concedida pelo programa da Fundação para a Pesquisa em Arquitetura e Ambiente e ratifica as boas práticas na gestão da cozinha do HRPM, que não usa temperos industrializados.

De acordo Renata Feio, os temperos utilizados nos alimentos servidos pelo hospital aos colaboradores, usuários e acompanhantes,  são 100% naturais e, boa parte deles, vem da horta orgânica que o hospital possui com uma variedade de legumes e hortaliças.

Data – O Dia Mundial da Alimentação é comemorado no dia 16 de outubro em diversas partes do mundo. Foi criada para assinalar a fundação da “Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação” (FAO- Food and Agriculture Organization), fundada em 1945, com principal objetivo de elevar os níveis de nutrição mundiais.

Serviço - O HRPM é um órgão do Governo do estado, oferece assistência de média e alta complexidade para usuários vinculados ao 8º Centro Regional de Saúde (CRS) que é composto pelos municípios de Breves, Anajás, Bagre, Curralinho, Gurupá, Melgaço e Portel. O hospital dispõe de atendimento ambulatorial de segunda a sexta-feira, de 7h às 18 horas. O HRPM está localizado na Av. Rio Branco, 1.266, Centro. Mais informações: (91) 3783-2140/ 3783-2127.