Santa Casa auxilia no planejamento familiar dos usuários do SUS

Fundação realiza, mensalmente, palestra educativa, abordando laqueadura, vasectomia e DIU

18/10/2019 13h37 - Atualizada em 18/10/2019 15h08
Por Samuel Mota (SANTA CASA)

O auditório da Fundação Santa Casa ficou completamente lotado.A Fundação Santa Casa realiza, mensalmente, uma palestra educativa sobre planejamento familiar para usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), que desejam realizar laqueadura, vasectomia e colocação de Dispositivo Intrauterino (DIU). Em outubro, o encontro ocorreu nesta sexta-feira (18) e lotou o auditório da instituição.

Mãe de uma criança de 4 anos, a servidora pública Helen Dias ainda não tem certeza se quer ou não ter mais filhos, mas possuía muitas dúvidas em relação ao DIU. “Como eu não tenho certeza se quero fazer o procedimento definitivo para não engravidar mais, o DIU seria a melhor opção. Entendi na palestra que não é 100% seguro. Vou marcar agora a consulta para iniciar a nova jornada e trâmites corretos para colocar o método”, afirma.

“Venho de uma família de nove irmãos. Tenho dois filhos e um enteado. Vou fazer a vasectomia porque é um método mais rápido e mais seguro”, contou o fotógrafo Cristiano de Souza, que participou da palestra nesta sexta. “Minha esposa nos cadastrou e agora eu decidi fazer o procedimento de vasectomia, assim que possível. Já tenho três crianças em casa. Hoje em dia, com a crise que o Brasil está passando, não têm condições de ter tantos filhos”, acredita o barbeiro Daniel Moura, que também participou da ação.

A assistente social Ana Márcia Serrão, do Ambulatório da Mulher da Santa Casa, diz que a palestra orienta os usuários do SUS sobre os métodos anticoncepcionais. Segundo ela, são abordados os critérios estabelecidos pela legislação, que preconiza ter um atendimento multiprofissional, para que a pessoa que queira fazer a laqueadura ou vasectomia não tenha um arrependimento depois.

“A mulher ou homem precisam sair esclarecidos sobre os métodos e seu funcionamento. A Santa Casa oferece o DIU (Dispositivo Intra Uterino), a laqueadura tubária e a vasectomia. Orienta-se, ainda, sobre o uso do preservativo, já que o Ministério da Saúde recomenda que precisa haver a dupla proteção, além do método anticoncepcional, como forma de prevenção das ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis)”, diz a assistente social.

Encaminhamento – Para assistir a palestra e os procedimentos médicos, os usuários do SUS precisam solicitar o encaminhamento do posto de saúde mais próximo de sua casa. As inscrições são realizadas no Ambulatório da Mulher, que fica no prédio Centenário da Instituição, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h (Avenida Generalíssimo Deodoro com Bernal do Couto, no Umarizal).

Para colocação do Dispositivo Intrauterino, a mulher precisa ser atendida na rede básica. Se for da vontade dela e estiver no critério do uso do DIU, ela traz esse encaminhamento para o ambulatório. Em relação a laqueadura e a vasectomia, a demanda é espontânea, no ambulatório, dentro dos critérios: ter 26 anos com no mínimo dois filhos vivos.

Segundo o Ambulatório da Santa Casa, atualmente cerca de 80 pacientes aguardam a realização da vasectomia. Celebrando a saúde do homem no movimento Novembro Azul, existe a previsão de um mutirão de vasectomia para o próximo mês.