Sejudh participa de fórum pela inclusão de pessoas com deficiência

Realizado pelo Ministério Público, projeto busca ouvir demandas da sociedade sobre políticas públicas para PcD

16/10/2019 12h26 - Atualizada em 16/10/2019 13h09
Por Claudiane Santiago (SEJUDH)

Titular da Sejudh, Rogério Barra, colocou a instituição à disposição, já que o órgão possui gerência específica voltada aos PCDsA Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) esteve presente, na manhã desta quarta-feira (16), no fórum do projeto “De Mãos Dadas – Visibilidade para Todos e Todas”, realizado pelo Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), no auditório de uma faculdade particular, em Belém.
O fórum teve como objetivo ouvir as demandas da sociedade sobre políticas públicas para pessoas com deficiência, considerando os eixos saúde, educação, acessibilidade e inclusão social, além de atuar em benefício deles.

Na ocasião, o titular da Sejudh, Rogério Barra, colocou a instituição à disposição para articulação de ações de inclusão, já que o órgão possui uma gerência específica voltada aos PCDs. “É gratificante trabalhar nesta causa. Nós, da Sejudh, estamos de portas abertas para ajudar no desenvolvimento e trabalhar juntos, empenhados não só na região metropolitana, mas no Estado. Sabemos que ainda tem muito a ser feito para um melhor acesso dessas pessoas à saúde, educação, cultura, dentre outros”, destacou o titular da Sejudh.

Para a dona de casa Aline Godô, mãe do Antônio, de 10 anos e que tem paralisia cerebral, estes projetos ajudam a abrir portas.

“Nos trazem oportunidades e até uma nova construção de olhar. Antes, eu vivia com meu filho em casa, por achar que a deficiência dele o impedia de muitas coisas, mas, hoje, já vejo completamente diferente. Estou inserindo-o em atividades e sei agora que ele é capaz, mesmo sendo do jeito dele, com a utilização dos pés”.

(Aline Godô, mãe de Antônio, 10 anos)

Quebrando Barreiras – Lançado no dia 24 de setembro de 2019, o projeto social “Quebrando Barreiras”, da Sejudh, por meio da Gerencia de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, tem o objetivo de atuar nas escolas públicas e privadas do Estado, no período de um ano e fazer atividades educativas para reforçar sobre inclusão social aos estudantes do ensino fundamental e médio.