Romaria Fluvial do Círio de Nazaré leva fé e emoção pelas águas

12/10/2019 11h56 - Atualizada em 12/10/2019 16h04
Por Ronan Frias (SEMAS)

Romaria Fluvial é a terceira e uma das mais bonitas da quadra nazarena.Logo após a celebração da missa no trapiche do distrito de Icoaraci, pouco antes das 9h deste sábado (12), a Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré foi levada ao navio da Marinha "Garnier Santiago" para dar início a terceira romaria da quadra nazarena: o Círio Fluvial, que levou a fé e devoção à Baia do Guajará.

A emoção dos devotos da mãe de Jesus era expressa na decoração das embarcações de portes variados. Nas casas dos ribeirinhos, era possível ver sorrisos, acenos e lágrimas de gratidão. "Eu me emociono quando vejo os nossos ribeirinhos agradecendo a ajuda de Nossa Senhora, eu sinto isso porque eu sei que ela também ajuda a minha família", contou a devota Delma da Costa, durante a romaria.

O governo do Estado apoiou esse importante momento de religiosidade e cultura de tantos paraenses, por meio do Grupamento Fluvial da Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros, que deram apoio a Marinha na organização e segurança do Círio das Águas. No total, 23 embarcações e 105 agentes  das forças de segurança estadual atuaram no controle das embarcações que acompanharam a romaria.

Mais de 100 agentes de segurança pública atuaram no controle das embarcações participantes. "Nós prestamos apoio nessa operação de forma a garantir que as embarcações conseguissem navegar em segurança, diminuindo o risco de colisões entre os participantes", avaliou o comandante do grupamento fluvial, delegado Arthur Braga

Este ano, 307 embarcações foram cadastradas pela Capitania dos Portos da Amazônia Oriental para participarem do Círio Fluvial. A romaria ocorre desde 1986 e de acordo com o Corpo de Bombeiros não foram registrados acidentes entre barcos. "Não tivemos ocorrências de colisões ou principios de incêndio como em anos anteriores. Então consideramos que a operação de apoio a Marinha foi bem sucedida", avaliou o major do Corpo de Bombeiros, Ricardo Anaissi.

Após cerca de 1h50min, às 10h55 da manhã, a Imagem Peregrina chegou a escadinhas ao lado da Estação das Docas, em Belém, onde foi recebida com honras de Chefe de Estado, chegando ao fim uma das romarias mais regionais do país.

Círio Fluvial ocorreu pela primeira vez em 1986.