Agentes prisionais se reúnem com corpo diretivo da Susipe

08/10/2019 22h35 - Atualizada em 08/10/2019 22h45
Por Vanessa Van Rooijen (SUSIPE)

O secretário extraordinário para Assuntos Penitenciários, Jarbas Vasconcelos, e diretores da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe), se reuniram, na manhã desta terça-feira (8), com agentes prisionais concursados para discutir questionamentos e dúvidas da categoria. A reunião ocorreu na sede do Comando de Operações Penitenciárias (Cope), no Complexo Penitenciário de Santa Izabel, e contou com a presença da coordenação da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária (Ftip) no Pará. 

Os agentes prisionais fizeram diversos questionamentos, dentre eles permuta entre agentes, carga horária de trabalho e participação em escolta armada. Eles foram orientados de que todas as medidas para melhorias do trabalho e qualificação estão sendo tomadas. Um curso de nivelamento está sendo preparado pela Ftip, do qual um edital será publicado para que os agentes se inscrevam. O objetivo da Susipe é oferecer capacitação aos servidores para que, futuramente, tenham a oportunidade de evoluir em cargos administrativos e possam compor equipes como o Grupo de Monitoramento e Recaptura (GMR) da Susipe e Cope. 

O diretor-geral penitenciário, coronel Arthur Moraes, destacou que a Susipe está sendo construída com os agentes. "Quero agradecer o trabalho que está sendo exercido por todos os novos agentes. Estamos realizando um trabalho de reorganização e humanização do cárcere. Para isso, os servidores são o marco por serem a primeira turma de agentes concursados. Em breve, todas as unidades prisionais estarão do mesmo jeito, nos moldes do sistema federal, e isso ocorrerá devido ao apoio que está sendo dado por todos. Em breve a FTIP vai embora e os nossos servidores estarão aqui para mudar a história do sistema penitenciário", afirmou. 

De acordo com o secretário Jarbas Vasconcelos, a Susipe é um novo órgão a partir da nova gestão que está sendo feita e ela é caracterizada por mérito, inteligência, rigor e disciplina. "Precisamos ter um espírito de equilíbrio e tolerância em todas as ações para desenvolvermos um trabalho baseado na união. A Ftip está atuando no estado com o apoio das nossas forças e com o apoio dos novos servidores concursados. Estamos sempre à disposição para ouvir todos e nos manter disponíveis. Temos um plano de transição que visa apenas melhorias para os servidores e sociedade, em busca de um estado sem criminalidade", destacou.  

Estágio probatório - Os servidores empossados recentemente estão em estágio probatório, período em que o servidor nomeado vai ser avaliado quanto à sua capacidade e aptidão para o exercício do cargo público durante os três primeiros anos. A avaliação iniciou a partir da entrada em exercício no cargo e, para garantir resultados positivos para todos, a Susipe está investindo em treinamento e capacitação, principalmente com o suporte dos melhores agentes penitenciários do Brasil, por meio da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária.

A Cartilha de Estágio Probatório, desenvolvida pela Secretaria de Estado de Administração (Sead), esclarece possíveis dúvidas dos servidores-estagiários, visando o melhor desempenho e orientação de todos os agentes, e será aplicada pela Comissão Especial de Avaliação de Desempenho (Cesad) da Susipe, responsável pela análise e parecer conclusivo das avaliações de desempenho dos servidores-estagiários da instituição.

“Para promover a divulgação e orientação dos procedimentos do estágio probatório dos servidores que foram empossados agora, a Diretoria de Gestão de Pessoas está compartilhando com todas as unidades penais, que receberam esses servidores, a orientação sobre como proceder à execução, análise e a homologação da avaliação especial de desempenho de servidores de acordo com a legislação vigente”, disse o diretor de Gestão de Pessoas (DGP) da Susipe, Antônio Paracampo. O servidor em estágio será avaliado levando em consideração a assiduidade no serviço, disciplina, capacidade de iniciativa, produtividade e responsabilidade, podendo alcançar a estabilidade no cargo público.
 
Segundo o diretor, a Susipe também solicitou que a Secretaria de Estado de Administração promova eventos de orientação a todos os servidores e gestores a fim de esclarecer sobre a avaliação para que possa ser a melhor possível e consiga contemplar todos os anseios da administração pública. “Dessa forma, nós vamos buscar orientar todos os servidores da melhor forma possível para que possamos ter uma justa avaliação de todos os servidores que ingressaram no sistema penitenciário do estado do Pará”, concluiu Antônio Paracampo.