Brasília: Arcon/PA assina acordo de cooperação técnica com Antaq

08/10/2019 12h07 - Atualizada em 08/10/2019 13h10
Por Cybele Puget (ARCON)

Buscando melhorias para os serviços prestados aos usuários da Região Amazônica, o diretor-geral da Arcon/PA, Eurípedes Reis, assinou, na tarde de segunda-feira (7), em Brasília, um acordo de cooperação técnica entre a Agência de Regulação e Controle dos Serviços Públicos do Pará e a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). Eurípedes Reis foi recebido na capital federal pelo diretor-geral da Antaq, Mário Povia, acompanhado dos superintendentes e gerentes da autarquia.

Durante a reunião, foram tratados aspectos básicos para o aprimoramento do acordo e a união de forças das instituições em prol da qualidade e segurança dos passageiros que usam o transporte fluvial no Pará. “O acordo assinado busca parceria, com troca de informações e apoio técnico entre os órgãos nas ações de fiscalizações, objetivando melhorias na qualidade dos serviços prestados aos usuários do transporte hidroviário”, explica Eurípedes Reis.

As agências já mantêm estreita parceira na realização de estudos e pesquisas acerca da atividade regulatória, do transporte fluvial de passageiros e cargas na região e, a partir deste acordo, o trabalho em conjunto será um grande reforço para as ações de desenvolvimento do setor aquaviário.

“A Antaq preza por estreitar parcerias, como a que mantém com a Arcon, para o desenvolvimento de um trabalho voltado para a segurança e qualidade do serviço prestado, principalmente aos passageiros, – o maior patrimônio da região. No quesito qualidade e segurança do transporte fluvial, é preciso reconhecer que a Agência do Pará tem aprimorado suas atividades, e quem sai ganhando é o usuário”, destacou Mário Povia.

Na oportunidade, Eurípedes Reis apresentou de forma didática as competências e atribuições da agência paraense. Ele destacou o trabalho que tem sido realizado por meio dessa parceria com a Antaq, ressaltando que uma de suas preocupações é a melhoria dos terminais de passageiros. “Para tanto, contaremos sempre com o apoio da agência nacional para o aprimoramento dessa atividade”, avaliou.

*Com informações da assessoria de imprensa da Antaq