Arcon entrega carteiras de gratuidade para pessoas com deficiência

07/10/2019 17h19 - Atualizada em 07/10/2019 18h09
Por Cybele Puget (ARCON)

A meta da Arcon era entregar quase 3 mil carteiras de gratuidadeA Agência de Regulação e Controle dos Serviços Públicos do Pará (Arcon) realizou nesta segunda-feira (7) mais uma entrega de carteiras de gratuidade para pessoas com deficiência cadastradas em Belém. A entrega, que começou às 8 h, se estendeu até às 18 h, no auditório Ismael Nery, no Centur, em Belém.

João Sérgio da Luz Almeida foi um dos beneficiados com a carteira da gratuidade. Com deficiência motora no braço direito, e precisando se deslocar diariamente para Belém, ele disse que a carteira vai facilitar sua rotina. “Eu venho todos os dias do município de Santo Antônio do Tauá (no nordeste paraense) para Belém por motivo de trabalho, e com esta carteira terei uma economia enorme, que vai me ajudar bastante. Estou muito grato com esse benefício”, declarou João Sérgio.

Com o documento em mãos, Shirley Gonçalves, mãe de um menino com autismo, contou que  a partir de agora terá facilidade para acompanhar o filho, de 7 anos, que faz terapia na capital. “Eu preciso me deslocar pelo menos duas vezes por semana de Barcarena para Belém, para trazer meu filho para o tratamento terapêutico, e a carteira vai ajudar bastante. Estou muito feliz com o apoio que recebi do governo do Estado com esta carteirinha”, afirmou Shirley Gonçalves.

Denise Pimenta, diretora de Controle Tarifário e Financeiro da Arcon, é responsável pela entrega das novas carteiras com QR-Code, com o apoio da equipe técnica da Arcon - a assessora especial Nayara Barbalho Cruz, e o gerente do Grupo Técnico da  Ouvidoria, Edmilson Silva, que trabalha em conjunto com a Coordenação Estadual da Pessoa com Deficiência da Secretaria de Estado de Saúde Pública, Iracy TupinambáPessoas beneficiadas ressaltaram a importância do documento para a locomoção diária

Segundo Denise Pimenta, a previsão desta segunda grande ação do ano em Belém era entregar cerca de 3 mil carteiras de gratuidade. “É uma satisfação poder conceder este benefício à pessoa com deficiência, que precisa se deslocar no Estado, que tem um território com grandes dimensões, e assim ajudar  estas pessoas que precisam se locomover de uma cidade para outra, seja por motivo de trabalho, para  tratamento de saúde ou para visitar familiares. É muito gratificante garantir esse benefício, resultado do compromisso deste governo com a qualidade de vida a todos”, disse a diretora.

Orientação - Para as pessoas com deficiência que ainda não solicitaram o acesso ao benefício da gratuidade no transporte intermunicipal, Iracy Tupinambá deu a seguinte orientação: “Os cadastros devem ser feitos na Unidade de Referência Especializada – URE/Sespa, tanto para os que moram  em Belém, como para  os que residem no interior. Eles devem se dirigir à URE do seu município, pois as entregas serão programadas na cidade onde a pessoa com deficiência fez o seu cadastro, após emissão do laudo emitido por  junta médica”.

A Arcon esclarece que as empresas operadoras de transporte intermunicipal devem designar 15% das vagas disponíveis no veículo para as gratuidades, que inclui idosos, pessoas com deficiência e policiais. Os documentos necessários para a pessoa com deficiência realizar o cadastro nas UREs, para ter acesso à carteira da gratuidade, são: cópias da carteira de identidade e do CPF, comprovante de residência, laudo médico e duas fotos 3x4.