Setran executa serviços de conservação na PA-318, em Marapanim

03/10/2019 10h12 - Atualizada em 03/10/2019 11h28
Por Kátia Aguiar (SETRAN)

Obra vai melhorar as condições da estrada, que estava com seu pavimento desgastadoHomens e máquinas na pista garantem os serviços de conservação na PA-318, em Marapanim, no nordeste paraense. Com 47,4 quilômetros de extensão, a rodovia paraense dá acesso ao distrito de Marudá, a praia do Crispim e ainda ao município de Curuçá. A obra vai melhorar as condições da estrada, que passou por um longo processo de desgaste do seu pavimento.

Quem vive às margens da rodovia, sente mais de perto as dificuldades de uma via cheia de buracos. A dona de casa Duciléia Alves conta que um veículo foi desviar da buraqueira e quase atropelou a filha dela, que estava em frente ao imóvel da família. “Há tempos que essa estrada estava esburacada, muito feia. Também facilitava a ação de bandidos que assaltam os motoristas quando eles reduziam a velocidade, para passar nos buracos. Não tinha condição, agora está ficando muito linda, graças a Deus”, disse.

Rodovia dá acesso ao distrito de Marudá, a praia do Crispim e ao município de CuruçáA PA-318 intercepta a PA-136 em sua extremidade sul e ainda recebe grande volume de veranistas que, ao longo do ano, procuram os destinos turísticos das praias do Estado. Além de Marudá e Crispim, a PA-318 também dá acesso terrestre a Algodoal, uma área de preservação ambiental (APA) muito visitada por turistas. 

“Além de focarmos nas estradas, que são corredor de escoamento da produção do Pará, também temos de investir em rodovias que garantem o incremento e o incentivo da indústria do turismo, fonte de emprego e renda para o trabalhador paraense”, destacou o secretário de Estado de Transportes, Pádua Andrade.