Cosanpa realiza trabalho preventivo em sistemas de abastecimento de água

02/10/2019 18h36 - Atualizada em 02/10/2019 22h42
Por Tayná Horiguchi (COSANPA)

O plano de ação da Cosanpa pretende evitar emergências, principalmente durante a festa do CírioCom a chegada do mês mais agitado e esperado pelos paraenses, em que ocorre o Círio de Nazaré, as ações da Companhia de Saneamento do Pará são intensificadas. Turistas e famílias que vêm do interior do estado para a capital para as festividades são a principal causa do aumento do consumo de água e, para garantir mais segurança no sistema de abastecimento, a Cosanpa realiza o plano de ação preventivo e para situações de emergência.

De acordo com o setor de eletromecânica da Cosanpa, os equipamentos essenciais de todos os setores estão sendo revisados e os equipamentos reserva também passam por checagens de funcionamento. “Estamos trabalhando na confiabilidade do sistema elétrico e proteção. Estamos fazendo revisões, retirada de pontos quentes da rede elétrica interna e fazendo substituições necessárias”, explicou Wandercley Nascimento, engenheiro responsável pelo setor.

Até o momento, já foram feitas revisões em seis setores, que são responsáveis pelos bairros do Comércio, Campina, Marco, Souza, Curió-Utinga, Terra-Firme, Jurunas, Condor, Batista Campos, Cremação, Fátima, Pedreira, Telégrafo, Sacramenta, Barreiro e partes da Cidade Velha, Reduto e Canudos.

Medidas de emergência também foram estudadas e um plano de ação foi montado em casos de falta de energia elétrica, queda de vazão de água, queima de equipamentos ou depredação do sistema. As unidades de manutenção da Cosanpa na Região Metropolitana trabalharão em esquema diferenciado para atender as demandas emergenciais que possam surgir.As equipes estão revisando os equipamentos essenciais de todos os setores

“Com essas ações preventivas, teremos um sistema mais confiável e, se houver algum incidente, haverá equipamentos reserva para atuarmos dentro de um prazo limite de duas horas. Essa é a meta para o Círio para manter o abastecimento regular e, caso surja alguma situação emergencial, ninguém ficará desabastecido”, finalizou Nascimento.