Emater aplica metodologia alemã para aperfeiçoar atendimento rural

02/10/2019 12h21 - Atualizada em 02/10/2019 15h32
Por Aline Miranda (EMATER)

Ferramentas serão aplicadas junto a associações e cooperativas de agricultura familiar já atendidas pelo órgãoDesde fevereiro, 16 extensionistas da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) estão sendo especialmente qualificados, para orientar e aperfeiçoar ferramentas de apoio a associações e cooperativas de agricultura familiar.

O CapGestão Amazônia é um programa de capacitação da Secretaria de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), dentro do projeto Mercados Verdes e Consumo Sustentável, com cooperação alemã para o desenvolvimento sustentável, representada pela Deutsche Gesellschaft fur Internationale Zusammenarbeit (GIZ).

Ao longo deste ano, divididas em cinco módulos, são 360 horas de aulas teóricas e práticas acerca de ferramentas de negócios e análises econômicas, entre outros conhecimentos.

Os profissionais selecionados da Emater atuam em escritórios da região metropolitana de Belém e de Santarém, e estão acompanhando na prática, em caráter intermodular da teoria, empreendimentos comunitários já regularmente atendidos pelo órgão, como a Associação de Moradores e Produtores de Abacatal e Aurá (Ampqua), em Ananindeua; Cooperativa Agropecuária de Benevides (Coopaben), Associação das Mulheres Rurais do Município de Belterra (Amabela) e Cooperativa da Agricultura Familiar de Mojuí dos Campos (Coofam).

De acordo com o engenheiro agrônomo Jader Moura, mestre em ciências agrícolas e agriculturas tropicais e subtropicais, lotado no escritório regional das Ilhas, a ideia é adaptar ferramentas já utilizadas no dia a dia da assistência técnica e extensão rural, como organização de produção e oportunidades de mercado. “Estamos ajustando, dentro do contexto da Amazônia e para replicação no contingente funcional da Emater, porque a premissa é capacitação continuada”, diz.