Nasce o primeiro bebê no novo Hospital Abelardo Santos

21/09/2019 16h20 - Atualizada em 21/09/2019 17h45
Por Caroline Rocha (SESPA)

Após seis anos em obras, o Hospital Regional Dr. Abelardo Santos (HRAS) inaugurou na última quinta-feira (19), abriu as portas para atendimento no dia seguinte, na sexta-feiera (20), e já registrou o primeiro nascimento no novo Hospital. A expectativa para o primeiro parto foi grande, o que aconteceu às 22h18 da sexta, quando nasceu, de parto normal, o pequeno Isac Castro Vasconcelos, pesando 3,274 Kg.

Isac Castro Vasconcelos foi o primeiro bebê a nascer no novo Abelardos SantosPara a avó materna, Alessandra Freitas, o momento é muito representativo. Há 20 anos ela teve sua filha, Bárbara Vasconcelos, no antigo Hospital Abelardo Santos e hoje está celebrando a chegada do neto, o primeiro bebê do novo Hospital. “Foi uma experiência incrível, a equipe toda está de parabéns, minha filha foi bem assistida em todos os momentos. Há 20 anos eu tive a Bárbara no antigo Abelardo e ontem o meu neto nasceu aqui. Para mim é uma honra e eu só posso dizer para as mães que venham, o hospital está apto a receber todas, é um hospital de ponta e público, estou muito grata por tudo", disse a avó do pequeno Isac.

No início deste sábado (21), nasceu o segundo bebê, outro menino. Miguel Martins Vale de Farias, que veio ao mundo às 6h30, também de parto normal, pesando 3,436Kg. Os pais, Amanda Patrícia Martins Souza e Victor Vale de Farias, em festa pelo nascimento segundo filho, se surpreenderam com a estrutura e os serviços oferecido no HRAS, que agora é o maior hospital público do Pará. “Estou impressionado com a estrutura do hospital e atendimento dos funcionários, muito atenciosos. Não sabíamos se íamos ser atendidos e se ia dar tudo certo, mas não me arrependo em ter vindo para cá", garantiu Victor Farias.

Miguel foi o segundo, que também recebeu a visita do governador e da primeira dama do Estado

Ao saber do nascimento do primeiro bebê no HRAS, o governador do Estado, Helder Barbalho, fez questão de parabenizar a família por meio de suas redes sociais.

Helder, esteve no final da manhã visitando os dois bebês e entregou para as famílias, enxoval e os certificados de primeiro e segundo bebê do Hospital Regional Dr. Abelardo Santos. “Desejo muita saúde, bênçãos e proteção para estes bebês. O nascimento de um filho é uma grande bênção para toda família e estou muito feliz com o trabalho que estamos oferecendo no Hospital Abelardo Santos”, disse o governador.

O secretário de Estado de Saúde, Alberto Beltrame, acompanhou a visita do governador e falou da felicidade e satisfação em ver o HRAS funcionando de fato e podendo cumprir o seu papel, que é garantir serviços de saúde de qualidade à população. “Vamos continuar trabalhando para assegurar o melhor atendimento para a população, pois este é o nosso objetivo", finalizou o titular da Sespa.

O Hospital Regional Dr. Abelardo Santos atende urgência e emergência em Pediatria, Clínica Cirúrgica e Clínica Médica, referenciadas por outros serviços de saúde (Prontos-Socorros e UPAs). A partir de 1º de outubro, serviços como Raios-X, Tomografia, Mamografia, Ultrassom e exames laboratoriais, consultas eletivas em Pediatria, Clínica Médica e Ginecologia e Obstetrícia para pacientes externos regulados pela Central Estadual estarão disponíveis.

Em seguida, em janeiro, será iniciado o atendimento em Nefrologia, com 25 máquinas de hemodiálise, com capacidade para atender a 150 pacientes em três turnos, além de suporte hospitalar 24h para intercorrências de pacientes renais crônicos. Ao mesmo tempo, passa a ser oferecido o serviço de Urologia Clínica e Cirúrgica.

Ampliação – Na terceira fase de implantação do Hospital, mais 100 leitos serão ofertados para a inserção das especialidades de Reumatologia, Hematologia, Gastroenterologia, Neurocirurgia e Cirurgia Angiovascular.

Quando estiver funcionando em sua totalidade, o Hospital Regional Abelardo Santos, por meio do seu Ambulatório de Especialidades, trabalhará, principalmente, na prevenção e diagnóstico precoce de doenças como a insuficiência renal crônica, a hipertensão arterial, o diabetes e no controle da obesidade infantil e adulta.