Novos assistentes administrativos são formados pelo TerPaz

14/09/2019 16h27 - Atualizada em 14/09/2019 17h51
Por Jeniffer Galvão (SECTET)

As aulas, iniciadas no dia 15 de julho, foram encerradas nesta sexta-feira (13), em clima de satisfação e alegria.“Foi ótimo!”, responderam os alunos, quase em uníssono, à pergunta sobrea avaliação do curso de Assistente Administrativo, ofertado pelo programa Território Pela Paz (TerPaz), por meio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet), no bairro da Cabanagem, em Belém. As aulas, iniciadas no dia 15 de julho, foram encerradas nesta sexta-feira (13), em clima de satisfação e alegria.

“Estamos muito felizes em ver que vocês concluíram o curso. É uma vitória, uma conquista, não só para a Sectet, mas para cada um de vocês”, disse Olga de Oliva, coordenadora do projeto “Cursos de Formação Inicial e Continuada para Jovens e Adultos”, desenvolvido pela Sectet. O curso de Assistente Administrativo foi ministrado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), contratado pela Sectet para realizar as qualificações ofertadas nos bairros do TerPaz.

“Foi uma turma excelente. Eles absorveram o conhecimento rapidamente, desenvolveram as habilidades implicadas no curso e demostraram atitude no trabalho final de avaliação”, elogia o instrutor do Senac, Fábio Salgado, que afirmou, convicto: “estão 100% preparados para o mercado de trabalho”.

A turma de 25 alunos chegou ao final de curso com 21 concluintes. “Tivemos duas desistências e duas evasões, apenas. Foi gratificante ver que vocês ficaram até o final. Parabéns”, disse Rubens Sanches, da Coordenadoria de Formação Inicial e Continuada (CFIC), da Sectet.

Futuro melhor – “Tenho certeza de que vocês não são mais as mesmas pessoas do início do curso. Estão mais preparados e abertos para um futuro melhor”, disse Olga à turma. Concordando com a coordenadora, a aluna Bianca Stefany da Conceição considerou o curso uma “experiência nova, que superou as minhas expectativas e que traz possibilidades de entrar no mercado de trabalho, conseguir um emprego para dar uma vida melhor para o meu filho”, declarou a jovem, mãe do pequeno João Henrique, de quatro anos de idade.

Paulo Sérgio Barbosa disse que se sente preparado para o mercado e pretende conseguir um emprego na área administrativa. “A gente procura se aprimorar para ganhar um salário melhor”, ressaltou o jovem, que já trabalhou em supermercado como frente de loja. Assim como Paulo Sério, Bianca pretende fazer outros cursos na área de administração. “Quero fazer mais cursos para complementar o que fizemos agora”, planeja a jovem mãe de família, traduzido bem o objetivo do projeto que é incentivar os participantes a darem continuidade na formação até conseguirem um certificado técnico.

No curso, nasceram as empresas alimentícias Hango, Espaço Saudável e Best Buffet, e a Pedal & Cia, de manutenção de bicicletas.

Trabalho de conclusão – Para testar o que foi aprendido durante o curso, o instrutor Fábio Salgado dividiu a turma em quatro equipes e cada uma delas criou uma empresa fictícia, com todos os principais processos gerenciais, desde a criação legal até a função específica de cada departamento, abordando ainda as marcas formativas do Senac: empreendedorismo, sustentabilidade e domínio técnico-científico.

Dessa forma, nasceram as empresas alimentícias Hango, Espaço Saudável e Best Buffet, e a Pedal & Cia, de manutenção de bicicletas. Cada uma delas foi dividida nos departamentos administrativo, comercial e responsabilidade social. Dione da Silva, da área administrativa da Hango, falou sobre a importância de ter o registro legal de uma empresa e quais são os documentos necessários. “É  fundamental ter toda a documentação em dia e estar regularizado para atuar no mercado”, ensinou.

Marcele Favacho, da Espaço Saudável, destacou a importância da inovação para atrair os consumidores. “Nós criamos uma salada no pote para atender as pessoas que querem ter uma alimentação saudável, mas não têm tempo de preparar”, contou.

Andressa dos Santos e Eduardo Almeida, da Best Buffet, enfatizaram a importância da higiene e cuidado na preparação de alimentos para festas. “Aprendi que se pode reciclar alimentos, desde que com a supervisão de um nutricionista”, frisou Andressa, que agora está mais segura para distribuir currículos e tentar uma vaga no mercado. Eduardo destacou ainda aspectos importantes para essa entrada no mercado de trabalho. “Temos que nos vestir adequadamente, ter comportamento apropriado e ser pontuais”.

A equipe da Pedal & Cia se destacou com o projeto de sustentabilidade. “Aproveitamos pneus que seriam jogados no meio ambiente para criar objetos decorativos”, frisou Gleyson Silva, que ainda fez questão de destacar a dedicação e o comprometimento do instrutor Fábio, sentimento de gratidão explicitado por toda a turma.

Setembro amarelo – Daise Silva, assessora técnica do Senac, enfatizou que os alunos participaram de uma roda de conversa sobre problemas de saúde psíquica que podem levar ao suicídio. “Infelizmente, todos conhecem casos de pessoas que tiraram a própria vida. Nós conversamos com ele e ouvimos depoimentos. A turma abraçou essa causa”, ressaltou.