Tocha da Paz percorre ruas de Belém e abre programação da Semana da Pátria

01/09/2019 15h19 - Atualizada em 01/09/2019 16h05
Por Aline Saavedra (SEGUP)

Pela primeira vez em 16 anos, a Tocha da Paz foi trazida a BelémAlunos de sete escolas da rede pública estadual, localizadas nos bairros contemplados pelo programa do Governo do Pará Territórios pela Paz (Terpaz), participaram na manhã deste domingo (1º) da I Corrida pelos Territórios pela Paz, recebimento e condução da Tocha da Paz. O evento é promovido internacionalmente pela Comissão da Tocha da Paz, uma organização não governamental que promove a visita da tocha com o objetivo de levar uma mensagem de paz à população. As visitas ocorrem há 16 anos, mas foi a primeira vez que Belém está no percurso. Alunos do Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar (Ciaba) e fuzileiros navais apoiaram a ação.

"Nosso objetivo é percorrer estados e municípios da Federação, colocando os governos federais, estaduais e municipais como exemplos participativos contra a criminalidade, drogas, violência contra a mulher. Será uma honra muito grande chegar em Brasília, nosso destino final, e colocar Belém, o Estado do Pará, nesta campanha de nível internacional", destacou o presidente da Comissão Nacional de Tocha da Paz, Roberto Guimarães.

O evento tem como tema “Escola: Uma Vivência de Paz" e visa integrar as escolas do TerPaz - nos bairros do Benguí, Cabanagem, Terra Firme e Guamá, em Belém; Icuí, em Ananindeua, e Nova União, em Marituba -, à proposta de cultivar valores da prática esportiva, valorizar os símbolos cívicos com seus significados e integrar municípios participantes pela cultura de paz.

A estudante Fátima Ribeiro, da Escola Camilo Salgado, participou com a ajuda dos professores da Educação InclusivaResponsabilidade - Para a aluna Camila Pimentel, da Escola Estadual José Valente Ribeiro, no bairro da Cabanagem, a caminhada, além de promover a atividade física, leva a mensagem de paz para a sociedade." Foi muito legal. Antes era muito difícil sair da escola, e hoje nós estamos representando o nosso bairro, lembrando que todos somos responsáveis em promover a paz", declarou.

No Pará, o evento foi coordenado pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc), por meio da Secretaria Adjunta de Ensino (Saen) e do Núcleo de Educação Física, Esporte, Arte e Lazer (NEL). De acordo com a coordenadora da corrida, Ana Cláudia Neves, o trajeto deste domingo totalizou 3,5 quilômetros e marcou o início da Semana da Pátria no Estado. Até o dia 7 de setembro, diversas atividades, recreativas e de lazer serão realizadas. "Hoje nós abrimos oficialmente a Semana da Pátria. Um marco dentro do governo do Estado. Todos os territórios foram mobilizados, e durante este período várias atividades serão realizadas nos territórios para integrar e promover a cultura da paz", informou.

O percurso começou em frente à sede do Palácio do Governo. Em seguida, os participantes seguiram para o bairro de São Braz, onde a corrida teve seu ponto de partida, seguindo pela Avenida Governador José Malcher até a Praça da Bandeira, onde foi acesa a Pira Olímpica da Tocha da Paz e hasteada a Bandeira Nacional, abrindo oficialmente a Semana da Pátria de 2019.

Inclusão - Com deficiência, a aluna Fátima Ribeiro, da Escola Estadual Camilo Salgado, percorreu com ajuda dos professores de Educação Inclusiva o último trecho da corrida, e entregou a tocha ao secretário de Estado de Articulação e Cidadania, Ricardo Balestreri, para que a pira olímpica fosse acesa.O secretário Ricardo Balestreri diante da pira acesa pela Tocha da Paz

"A paz se faz com justiça. O que nós percebemos é que nos bairros o estado de direito estava ausente, e que ali existem pessoas criativas, boas, dinâmicas, mas que precisam de oportunidades. Em 45 dias no bairro da Cabanagem, por exemplo, 6 mil atendimentos foram feitos, levando as pessoas à cidadania. Hoje, estamos juntos por um só objetivo, acendendo a tocha da paz e lembrando que ela é apenas um ícone, assim como a bandeira hasteada e o hino entoado. A paz depende de cada um de nós. Que a tocha acenda a paz e a união em nossos corações", ressaltou Ricardo Balestreri.