Operação fecha garimpos clandestinos em Castelo dos Sonhos

29/08/2019 19h09 - Atualizada em 29/08/2019 20h44
Por Walrimar Santos (PC)

Os policiais fecharam três garimpos clandestinos responsáveis por danos ambientaisA Polícia Civil deflagrou, nesta quinta-feira (29), no distrito de Castelo dos Sonhos, zona rural de Altamira, no oeste paraense, a Operação Castelo de Ouro, para combater crimes ambientais na região. Como resultado, três garimpos clandestinos responsáveis por danos ambientais foram fechados. Sete máquinas escavadeiras, dois tratores de esteira, dois recuperadores de azougue e uma motosserra foram apreendidos. Houve, ainda, duas prisões em flagrante pelos crimes de extração de recursos minerais sem licença e exploração de matéria-prima pertencente à União sem autorização legal.

Roque Rodrigues da Silva e Juarez Giachini foram presos em flagranteA ação foi realizada por policiais civis das Delegacias Especializadas em Conflitos Agrários (Decas), sediadas em Altamira e Santarém, sob a coordenação da Diretoria de Polícia do Interior (DPI). Segundo o delegado Lucas Luz, da Deca de Altamira, entre os crimes ambientais que vêm ocorrendo na região estão derrubada de mata, queimadas e extração ilegal de ouro.

Durante as investigações, os policiais civis fecharam três grandes garimpos clandestinos. "Esses locais vinham causando danos ambientais diretos e indiretos com extração de ouro sem a devida licença, derrubadas de madeiras, escavações descontroladas, poluição de rios, entre outros. Quando as equipes da Polícia Civil chegaram aos respectivos locais, próximos ao Rio Trairão, em Castelo de Sonhos, os garimpos encontravam-se em pleno funcionamento", detalhou o delegado.Sete máquinas escavadeiras foram utilizadas na operação

No local, foram presos em flagrante Roque Rodrigues da Silva e Juarez Giachini, de apelido "Palito", que foram conduzidos à Unidade Integrada de Polícia, em Castelo dos Sonhos, onde estão recolhidos à disposição da Justiça.