Hemopa encerra curso sobre distúrbios no sangue em Marabá

23/08/2019 14h57 - Atualizada em 23/08/2019 15h22
Por Anna Cristina Campos (HEMOPA)

Encerrou, nesta sexta-feira (23), o Curso Multiprofissional em Coagulopatias Hereditárias, em Marabá. Cerca de 180 profissionais da área da saúde compartilharam conhecimento sobre as doenças do sangue. O evento foi realizado pela Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa) em parceria com o Hemocentro Regional de Marabá, no Plenarinho da Câmara Municipal.

A proposta foi discutir assuntos relacionados aos distúrbios da coagulação sanguínea, as formas de prevenção, identificação, tratamento, entre outras alternativas para lidar com a doença, justamente para oferecer qualidade de vida ao paciente.

A coordenadora e representante sul e sudeste da Associação Paraense de Portadores de Hemofilia e Coagulopatias Hereditárias, Zuleide Santos, disse que Marabá ainda precisa de assistência na rede básica de saúde quando se trata de doenças do sangue. “Meu filho João Victor faz o tratamento no hemocentro daqui, então essa troca de experiência é essencial para qualificar a equipe médica local que atende nossas crianças e outros pacientes hemofílicos".

O tratamento adequado garante qualidade ao dia a dia das pessoas doentes. “Sonho em ter uma vida normal e lutar artes marciais. A médica disse que vamos trabalhar para fortalecer minhas pernas para eu poder fazer karatê”, disse João Victor, 13, filho de Zuleide, que foi diagnosticado com hemofilia aos 9 meses.

A assistente social Katiane Chaves foi uma das profissionais que fez o curso e aprovou a programação. "Uma vez que você compartilha o conhecimento em rede, é possível suprir um pouco da necessidade deste público alvo. Isso contribui com a saúde pública e com pacientes que sofrem com estas patologias”, destacou a participante.

Foram debatidos assuntos como “Avanços na terapia da hemofilia”, “A importância do laboratório no diagnóstico das coagulopatias”, “Doença de Von Willebrand”, “Condutas odontológicas”, entre outros assuntos interdisciplinares que envolvem os cuidados especiais com o paciente. 

Para a coordenadora do evento, Saide Sarmento, o curso teve avaliação positiva. “Foi um grande sucesso. Tivemos uma participação expressiva de profissionais de Marabá e região. Só tenho a agradecer toda equipe multiprofissional e multidisciplinar que ajudou a montar este curso. Nosso objetivo é contribuir para melhorar a assistência de pacientes de coagulopatias no estado do Pará e acreditamos estar no caminho certo", ressaltou.

Abertura - Durante a abertura do evento, que ocorreu na quinta (22), o titular da Secretaria do Centro Regional de Governo do Sul/Sudeste, João Chamon Neto, ressaltou a importância de receber capacitações como esta na região. “É uma alegria. Espero que todos os inscritos possam ter aproveitado esse momento de capacitação para termos profissionais mais qualificados e preparados para atender nossos pacientes”, destacou.