Pais que compartilham amor para multiplicar vidas doando sangue

09/08/2019 13h28 - Atualizada em 09/08/2019 17h29
Por Anna Cristina Campos (HEMOPA)

Neste sábado, 10 de agosto, milhares de famílias estarão reunidas para comemorar o Dia dos Pais. “Mais que uma data, o momento é de compartilhar amor”. Esta frase foi dita pelo Luis Carlos Santana Pereira, agente de portaria, que é doador de sangue há três anos, pai de 4 filhos. Antes de pensar em ganhar presente neste domingo, veio ao Hemocentro de Belém para doar.

“Às vezes, a gente fala de amor só em palavras e o amor é uma atitude. Se todos tiverem essa consciência em compartilhar amor, doando sangue, seria muito bom. A gente não sabe pra quem vai o sangue, mas a gente deseja que esse alguém que vai receber possa se restabelecer e viver um domingo, de Dia dos Pais feliz”, declarou Luis Carlos.

Atualmente, 61% dos doadores de sangue são do gênero masculino. Hemerson Mendes, eletricista, quer contribuir com esta estatística. Ele que é pai de seis filhos, veio doar sangue pela primeira vez, sensibilizado por um comercial de televisão que compara a probabilidade de uma pessoa precisar de sangue, que é de uma a cada três indivíduos.

 “Eu sempre quis ser um doador. Há vinte anos, vim ao Hemopa e passei pela triagem, porém por uma inconformidade nos exames, não pude. Agora consegui ser aprovado e quero ser um doador voluntário freqüente. Quero ajudar ao próximo, pois os meus filhos podem precisar um dia da ajuda de alguém também”, relatou Hemerson.

O homem saudável pode doar até 4 vezes ao ano, de 3 em 3 meses, se estiver dentro dos critérios básicos, que são:  estar bem de saúde, ter entre 16 e 69 anos e pesar mais de 50kg. No caso de menores de 18 anos, é necessário estar acompanhado dos pais

Pais que recebem amor

A cada bolsa de sangue coletada até quatro pacientes adultos podem ser beneficiados a partir dos hemocomponentes. Na área de atendimento ambulatorial do Hemopa, na Batista Campos, os pacientes que chegam referenciados pela Regulação, são acompanhados pela equipe multidisciplinar composta por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, psicólogos, assistentes sociais, fisioterapeutas, fisiatras, odontólogos e pedagogos.

São cerca de 14 mil pacientes com atendimento ativo. Um deles é seu Otacinilson Xavier do Carmo, pedreiro. Ele vai passar este domingo com a filha, graças ao acompanhamento que está recebendo da equipe do Hemopa. “Tô me sentindo muito feliz de tá aqui recebendo uma boa atenção de todos”, disse.

Desde fevereiro deste ano, Otacinilson precisa receber uma bolsa de hemácias, mensalmente, pois o quadro clínico dele está em fase de investigação devido a um quadro de anemia profunda. A bolsa de hemácias é essencial para manter a vitalidade e, ele sabe da importância disso. “A gente tem que agradecer que, graças a Deus, temos doadores de sangue que nos ajudam. A transfusão que eu recebo aqui consegue me dá saúde para passar mais um dia dos pais”, disse o paciente.

Serviço: A Fundação Hemopa possui 11 serviços de coleta em todo o Pará. Em Belém são três: Batista Campos, Shopping Pátio Belém e Shopping Castanheira. Além dos municípios de Altamira, Abaetetuba, Capanema, Castanhal, Marabá, Redenção, Santarém e Tucuruí. Mais informações: 0800 280 8118 ou 3110-6500.