Governo do Pará dá início a Operação Verão 2019

28/06/2019 22h50 - Atualizada em 28/06/2019 23h48
Por Walena Lopes (SEGUP)

A Operação "Verão com segurança - mergulhe nessa ideia" foi lançada nesta sexta-feira (28) pelo Governo do Pará por meio da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup). Quase 4 mil agentes de segurança pública foram destacados para reforçar o efetivo em 126 localidades do Estado. 

A operação tem o objetivo garantir aos veranistas diversão, lazer e entretenimento, com paz e tranquilidade, durante o período das férias escolares. As ações ocorrerão ao longo de seis finais de semana consecutivos, iniciando nesta sexta e seguindo até o dia 5 de agosto.

Também foram deslocadas 180 viaturas, 5 aeronaves do grupamento aéreo e 44 embarcações do grupamento fluvial para reforçar a operação. A construção do plano estratégico para a operação contou com a participação de representantes de todo o Sistema Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (SIEDS), composto pelas Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Departamento de Trânsito, Superintendência do Sistema Penitenciário, o Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, entre outros órgãos que atuarão de forma integrada na operação.

“Desde o início do ano planejamos esta operação em conjunto com os órgãos de segurança pública, além dos parceiros dos órgãos federais e municipais para que possamos garantir não somente a segurança, mais também a qualidade na frequência e no acesso aos interiores pela população. Essa ação integrada visa proporcionar ao veranista paraense uma maior mobilidade e segurança nas praias e balneário para que possam aproveitar com suas famílias o verão amazônico que coincide com as férias escolares ”, destacou o secretário de Segurança Pública do Estado, Ualame machado.

Ações Ostensivas – A Polícia Civil já iniciou as ações ostensivas e preventivas cumprindo mais de 90 mandados de segurança com o objetivo de conter e inibir ações de lideranças criminosas presentes nos municípios mais procurados, durante o mês de julho, como explica o delegado Geral da Polícia Civil, Alberto Teixeira.

“Iniciamos a operação “Pré-Veraneio” com investigações e aberturas de inquéritos resultando em medidas cautelares, enviadas ao judiciário, para que pudéssemos cumprir com os mandados de segurança em todo o Estado. Essa medida faz parte das ações preventivas da Polícia Civil para inibir ações criminosas, especialmente nos principais municípios do Pará, onde sabemos que a frequência dos veranistas é maior. Nosso objetivo é garantir à população férias mais seguras, controlando e inibindo a atuação dos líderes criminosos dessas regiões”, afirmou o delegado.

A Polícia Civil estará presente com um reforço de 177 policiais civis por final de semana, em 21 municípios, garantindo uma maior efetividade nas delegacias dos interiores. A polícia civil atuará também no combate à incidência de poluição sonora e perturbação do sossego público nessas regiões, além de realizar fiscalizações em estabelecimentos de diversão pública, como bares e casas de festa, para verificar a presença de menores e a venda e consumo de bebida alcoólica por adolescentes. As equipes policiais atuarão também no combate ao tráfico e uso ilícito de drogas, na prevenção e repressão de atos infracionais por menores.

Atuando de forma conjunta e integrada com a Polícia Civil, estarão também presentes, agentes do Departamento de Trânsito com ações específicas voltadas para a prevenção e repressão aos crimes de trânsito, em especial, à condução de veículos em estado de embriaguez (alcoolemia), denominada de "Operação Lei Seca", a ação irá fiscalizar veranistas nas praias e nos municípios.

O Centro Integrado de Operações (Ciop) estará presente com o serviço de atendimento de urgência e emergência com a visualização com a colocação de câmeras nas localidades que recebem maior fluxo de veranistas neste período. A equipe de reforço é composta de coordenadores, monitoradores de câmeras eletrônicas, atendentes, despachantes e motoristas policiais. O reforço irá contemplar os serviços de atendimento de chamadas telefônicas para o número 190, despacho de ocorrências por meio do sistema de radiocomunicação com as guarnições em serviço, tudo convergindo para o atendimento das ocorrências geradas, devido o aumento esperado para o veraneio.

Polícia Militar - Ao todo, 2.340 policiais militares irão reforçar a segurança durante a operação verão, desenvolvendo ações de policiamento ostensivo em 33 localidades do Estado, nas modalidades a pé, ciclístico, motorizado, montado, embarcado e aéreo. Tropas de diversos batalhões e companhias vinculados aos comandos operacionais da corporação irão receber um aumento significativo no efetivo durante o período de férias.

“Para essa ação será viabilizado o pagamento de jornada extraordinária, para que o policiamento possa atender tanto aos interiores quanto a Capital, e assim manter o policiamento e a segurança ostensiva da população”, falou o Comandante Geral da Polícia Militar, Dilson Júnior.

Durante o mês de julho, a Polícia Militar vai realizar também a Operação ‘Visibilidade’, na capital e demais municípios da região metropolitana, por meio do reforço do policiamento ostensivo e preventivo em pontos estratégicos nos grandes corredores, que registram grande fluxo de pessoas e veículos.

A operação visa prevenir e coibir a prática de crimes, principalmente roubos e furtos, intensificar a prevenção e enfrentamento à criminalidade e permitir maior acesso da população aos serviços de segurança pública do Estado.

O Centro de Perícias Científicas Renato Chaves atuará nos municípios de Abaetetuba, Bragança, Cametá, Marabá, Marudá, Mosqueiro, Salinópolis, Santarém, Salvaterra, Vigia e Tucuruí. A operação ocorrerá em seis finais de semana, de 28 de junho a 5 de agosto, exceto nos municípios de Mosqueiro e Salinópolis, que serão contemplados pela ação durante todos os dias do mês de julho. Estarão nas localidades equipes de perícias de local de crime contra vida e patrimônio, perícias de drogas e perícias veiculares.

Ações preventivas – O Corpo de Bombeiros Militar do Pará atuará com um efetivo de 934 militares distribuídos em 126 municípios em todo o estado. Durante a operação equipes de Guardas Vidas estarão apostos nas praias dos municípios de Cotijuba, Salinópolis, Abaetetuba, Marabá e Santarém de 8h as 18h. O Corpo de Bombeiros atuará também nas rodovias com 24 viaturas nos municípios de Santa Maria, no trevo de Santa Luzia, em Nova Timboteua, Mosqueiro, Salinas e Outeiro, além de 34 embarcações que atuarão 24h durante a Operação nos serviços de resgate.

“Estaremos atuando nos principais corredores de acessos aos balneários, com as viaturas de auto busca e salvamento para atender a população em caso de acidente, juntamente com as unidades hospitalares que realizarão atendimento de urgência e emergência”, relatou o comandante operacional do Corpo de Bombeiros, coronel Pinheiro.

Nas ações de prevenção o CBMPA atuará em parceria com a Defesa Civil, onde serão distribuídas 30 mil pulseirinhas de identificação para as crianças. Além de disponibilizar por mais um ano o aplicativo “Praia Segura”, desenvolvido pela Diretoria de Telemática e Estatística do CBMPA, que ajudará a população com informações sobre o clima, tábuas de maré, dicas de segurança e com o “Cadê Minha Criança”, que cadastra os pequenos que se perdem dos seus familiares, durante o veraneio, e que são localizados pelos agentes da segurança pública. “Nosso aplicativo estará disponível em todas as plataformas, prestando serviço de auxílio e orientação aos banhistas com dicas de cuidados e prevenção durante o mês de julho”, ressaltou o coronel.

Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp) – Ao todo, 65 agentes do Graesp atuarão nas ações durante o veraneio, entre pilotos, operadores aeronáuticos, mecânicos e apoio de solo. A equipe contará com um aparato de três aeronaves, que estarão a postos para atendimento e monitoramento em Salinas, Santa Bárbara e Marabá. Uma aeronave fará ponto base alternado no trevo de Santa Maria, na estrada de Mosqueiro e em frente à Unidade de Pronto Atendimento, em Castanhal para atender a remoções aeromédicas em localidades próximas.

Grupamento Fluvial – O Grupamento Fluvial (Gflu) empregará 44 embarcações na Operação. Três delas serão utilizadas estrategicamente para rondas nos portos da Região Metropolitana de Belém, para coibir roubos ou outros tipos de crimes nos rios; outra embarcação será disponibilizada para a Polícia Militar, no município de Salinópolis; e a terceira ficará disponível para pronto emprego, na sede do Grupamento Fluvial, em casos de acionamento pelo Centro Integrado de Operações (CIOP). 176 agentes de segurança irão compor o efetivo do Gflu para a operação.

Departamento de Trânsito (Detran) - Mobilizará 257 agentes de fiscalização de trânsito, que serão distribuídos em 17 municípios, além da Capital, visando a prevenção de acidentes e comportamento coletivo de segurança no trânsito, nos pontos de maior concentração humana e de veículos neste período de veraneio, por meio de ações educativas e de fiscalização. “Nossos agentes realizaram controle de tráfego nas praias além do suporte necessário para a melhor fluidez no trânsito dos condutores que saírem da capital em direção ao interior pela BR-316 e outros canais viários do estado. Atuaremos também com as equipes na fiscalização dos condutores utilizando o etilômetro para avaliar se estão ou não conduzindo o veículo sob a influência de álcool e atuar com medidas preventivas”, ressaltou Ivan Feitosa coordenador de operações do Detran.

Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe) – atuará junto a população com a campanha “Reeducar: essa é a minha praia”, que, por meio da Diretoria de Reinserção Social (DRS) e Assessoria de Comunicação Social, promoverá ações de conscientização nas praias de Salinas, Mosqueiro e Outeiro. Internos que participam da ação passam por uma avaliação multidisciplinar onde é verificado o bom comportamento dentro cárcere e distribuem nas praias sacolas personalizadas para conscientizar os banhistas sobre a importância da preservação do meio ambiente por meio do descarte correto do lixo. A ação ocorre desde o primeiro final de semana de julho, nos dias 6, 13 e 20 do mês.
Nos presídios as ações de revista são intensificadas e contam com o policiamento e monitoramento ostensivo das equipes da polícia militar e agentes prisionais.

"Estaremos na Operação com a presença dos internos do Sistema penitenciario, especialmente nas ações de conscientização junto aos veranistas e na limpez dos resíduos deixado pelas praias. Com essa atividade promovemos a ressocialização dos presos que atuam nas ações preventivas da operação verão tendo a oportunidade de trabalho e oportunidade resgatando sua pena em serviço a comunidade ", finalizou o Diretor Geral Penitenciário, coronel Mauro Matos.