Município de Terra Santa ganha primeiro terminal hidroviário nesta sexta (28)

25/06/2019 15h45 - Atualizada em 26/06/2019 12h01
Por Bruno Magno (CPH)

Mais de 18 mil pessoas da região serão beneficiadas com a entregaMais de 18 mil moradores do município de Terra Santa, na região do Baixo Amazonas, serão beneficiados com a entrega do primeiro Terminal Hidroviário de Cargas e Passageiros da cidade, obra realizada pelo governo do Estado, por meio da Companhia de Portos e Hidrovias do Pará (CPH). A inauguração do novo espaço será nesta sexta-feira (28).

A cerimônia contará com a presença do governador do Estado, Helder Barbalho, prefeito de Terra Santa, Doca Albuquerque, presidente da CPH, Abraão Benassuly, e demais convidados.

"Terra Santa vai ganhar um terminal hidroviário moderno, com poltronas confortáveis, sala de embarque, rampa coberta de acesso ao flutuante, tudo iluminado e muito bonito. Ali o passageiro vai ter televisão e bebedouro para aguardar com tranquilidade a viagem. É importante lembrar que além da obra civil vamos entregar também a obra naval", destaca o presidente da CPH, Abraão Benassuly.

Com financiamento da Caixa Econômica Federal, o novo terminal foi orçado em R$ 3.889,594 milhões e tem 744 metros quadrados de área total, entre obras civil e naval. O espaço compreende, ainda, um terminal de cargas, carrinhos para bagagem, guichês para vendas de passagens, banheiros masculino, feminino e para portadores de necessidades especiais, além de estar de acordo com os padrões de acessibilidade estabelecidos pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq).

Já considerado ponto turístico da cidade, o espaço, que fica às margens do Lago Algodoal, vai permitir uma mobilidade mais eficiente para os cerca de 600 usuários que o local deve receber por dia. "É uma obra importantíssima para aquela região, que vai trazer dignidade, conforto e segurança aos passageiros e visitantes. Terra Santa nunca teve uma estrutura tão completa como esta", completa Benassuly.

São 670 metros quadrados de área total, somando as obras civil e navalO município de Terra Santa fica localizado a cerca de 890 quilômetros de Belém e foi criado em 1993. Com intensa atividade portuária, o novo terminal vai ser a porta de entrada e saída da cidade, que tem como principais atividades econômicas a agropecuária, comércio e turismo. Após ser entregue para a administração municipal, o novo terminal já deve começar a operar na região.

Próximas obras – Desde o início do ano, a CPH vem trabalhando em ritmo acelerado em obras de mobilidade e infraestrutura hidroviária no Pará. Além de Terra Santa, atualmente, estão sendo construídos outros seis terminais hidroviários na região do Baixo Amazonas: Santarém, Santana do Tapará, Almeirim, Curuá, Faro e Prainha. As obras totalizam R$ 82.102.809,31, com recursos financiados pela Caixa.

Espaço fica às margens do rio Nhamundá e deve receber cerca de 600 pessoas por diaPelo cronograma de obras na CPH, o terminal de Curuá deverá ser concluído em setembro, enquanto que os de Almeirim, Prainha e Faro deverão ser finalizados em novembro, e o de Santana do Tapará, em dezembro.

Santarém – Considerado estratégico por sua localização, o Terminal Hidroviário de Cargas e Passageiros de Santarém, com previsão de entrega para março de 2020, já desponta como o mais moderno do Brasil.

A previsão é de que, depois de entregue, o espaço receba, em média, 5 mil passageiros por dia. Orçada em R$ 59.884.105,61 milhões, a obra é realizada no bairro da Prainha e vai melhorar a mobilidade para mais de 302 mil usuários no município.