Imprensa Oficial lamenta morte do escritor Walcyr Monteiro

29/05/2019 10h44
Por Redação - Agência PA (SECOM)

A Imprensa Oficial do Pará lamenta a morte do escritor paraense Walcyr Monteiro, ocorrida nesta quarta-feira (29), em Belém. O velório iniciou às 9h, na capela do Memorial Max Domini (Av. José Bonifácio, 1550). 

Em 2012, a Imprensa Oficial publicou o livro Contos de Natal, um conjunto de textos curtos e de perfil variado, além dele ter sido homenageado em março de 2018, pela Escola Estadual de Ensino Médio Manoel Leite Carneiro, localizada no bairro Tenoné, em Belém, que inaugurou a Biblioteca Walcyr Monteiro, que recebeu apoio do projeto de incentivo à leitura Livro Solidário.

Walcir Monteiro também seria o homenageado da II Festa Literária Internacional do Xingu - FLIX: outras margens, organizada pelo Campus de Altamira - (UFPA), em parceria com instituições públicas e privadas, no período de 12 a 15 de junho de 2019, na cidade de Altamira.

O presidente da Imprensa Oficial Jorge Panzera lamentou a morte do escritor. “O Pará perde hoje um dos seus mais importantes escritores que levou a literatura para a o público infanto-juvenil, sempre tratando de temas da nossa realidade e das nossas tradições. Walcyr levou as visagens e assombrações da Amazônia para o mundo das letras”, pontuou.

O escritor disse no evento do Livro Solidário na escola do Tenoné da felicidade em receber o reconhecimento pelo seu trabalho “enquanto estou vivo”. Ele informou que aquela já era a quarta biblioteca no Estado que levava seu nome. “Ser reconhecido em vida é realmente emocionante”, comentou, após a exibição de um documentário sobre sua vida e obra. 

Em nota divulgada pela família, os herdeiros do escritor agradecem “todas as orações, energias e vibrações positivas que foram dirigidas ao nosso pai, pelas quais externamos nossos sinceros e sensibilizados agradecimentos. Nosso pai não gostava de despedidas, mas sim de encontros e boa conversa! Escritor, jornalista, sociólogo, ufólogo, acadêmico das letras e do samba, a vida de Walcyr Monteiro foi muito fértil e gerou muitos frutos. Assim, em seu nome, não diremos adeus, mais sim até breve. Que cada leitor, amigo e companheiro de sonhos possa continuar encontrando nosso pai Walcyr em cada um de seus livros! Um fraternal abraço: Átila, Enorê e Walewska Monteiro”, assinam.

Biografia – Walcyr Monteiro nasceu no dia 27 de janeiro de 1940, na cidade de Belém do Pará. Jornalista profissional, trabalhou e colaborou com diversos jornais e revistas. Atuou como professor de ensino médio e superior nas disciplinas Antropologia Cultural, Economia Brasileira e Ciência Política na área da educação. Presidiu o Centro Paraense de Estudos do Folclore e foi secretário do Instituto Histórico Geográfico do Pará. Também ministrava palestras sobre folclore.

Seu livro “Visagens e Assombrações de Belém” foi utilizado como base para produção do roteiro do longa-metragem Lendas Amazônicas (1998), e o curta-metragem Visagem (2006).

Obras publicadas - Visagens e Assombrações de Belém; Visagens, Assombrações e Encantamentos da Amazônia (coleção de 13 livros); Cosmopoemas; Miscêlanea ou Vida em Turbilhão; As Incríveis Histórias do Caboclo do Pará; Histórias Brasileiras e Portuguesas para Crianças; Contos de Natal.