Notas


Governo do Pará Cumprindo Compromissos

04/07/2021 23h16
Por Governo do Pará (SECOM)

Mesmo sendo falho, levantamento do G1 aponta entrega da maior parte de compromissos assumidos.

Matéria do portal de notícias G1, que acompanha o nível de entrega dos compromissos assumidos pelo Governo do Pará, contém erros, distorções e critérios discutíveis.
Mesmo assim, pelo próprio levantamento do G1, o Governo do Pará já cumpriu ou está cumprindo em parte com 28 dos 50 compromissos que foram escolhidos pelo próprio portal.
Pelo critério do veículo, obras com até 90% em andamento não são consideradas sequer como cumpridas em parte.
Outro ponto crítico do levantamento é que ele não leva em conta a Pandemia de Covid-19, que alterou planejamento e mudou programas e obras. Por exemplo, o portal não considera as entregas dos Hospitais de Capanema, Castanhal e Itaituba “porque eles estão sendo usados para Covid-19”.

Erros

O que o portal considera que não foi feito e já acontece:
- Ginásio Poliesportivo de Santarém já entregue. O Portal não considera realizado.
- Concursos Públicos na área de segurança. O Pará todo sabe que foram realizados os concursos da Polícia Militar e o da Polícia Civil foi reagendado devido à pandemia. O portal considera que não foi cumprido.
- Aumento salarial aos profissionais de segurança. O Governo concedeu aumentos, o portal não considera cumprido.
- O Governo tem reformado delegacias e batalhões. O portal considera que não foi cumprido.
- Hospitais de Capanema, Itaituba e Castanhal entregues. O portal não considera porque “estão sendo usados para Covid-19”.
- Espaços de inclusão como o Terpaz e Usinas da Paz estão funcionando, mesmo que ainda sem prédios próprios. O portal não considera os programas.
-  O Governo instituiu a tarifa social para 500 mil famílias, que pagam menos na conta de luz. O portal considera que o compromisso de trabalhar junto à Equatorial Energia para diminuir a conta de luz não foi cumprido.
- O sistema de avaliação de alunos e professores foi implantado e passa por mudanças devido à pandemia. O portal considera como não cumprido.
- O cursinho pré-vestibular foi criado pelo governo de modo online (D’Play), por causa da pandemia. O portal considera que não foi feito.

- O Governo já entregou praças de esporte em várias cidades e vai ampliar o programa com entregas que serão realizadas a partir do final do ano. G1 considera que não foi feito.
- Implantar o Programa Estadual de Saneamento Rural. O programa já foi iniciado, com sistema de abastecimento em comunidades, mas o portal não considera que ele tenha avançado “em parte”.
- Descentralizar o atendimento da Semas. O programa já começou a ser implantado, mas o portal considera que não houve avanço “em parte”.
- Marco Regulatório do Pagamento de Serviços Ambientais. O programa já cumpriu várias etapas para sua implantação, mas o portal não considera “em parte”.
- Criar Unidade de Combate ao crime organizado. Foi criada, e portal considera “em parte”.

Problemas de Critério

- Fora esses erros concretos, há um problema de critério: obras que estão sendo realizadas e que serão entregues antes do fim do governo são consideras não cumpridas, ao invés de em parte. São elas: creches, escolas técnicas, Terminal de Santarém, Pronto Socorro do Bengui, Hospital da Mulher, Materno-Infantil de Santarém, Centro de Oncologia nas Policlínicas e o Centro Integrado de Controle.
- Além disso, mudanças estruturais como o Novo Marco Legal do Saneamento alteraram o planejamento do Plano Estadual de Saneamento Básico, não apenas do Pará, mas de todo o País. Várias etapas já foram cumpridas, mas o portal não considera que houve avanços em parte.