Notas


Susipe espera Exército liberar munição para continuar a formação de concursados

30/10/2019 22h58
Por Vanessa Van Rooijen (SUSIPE)

A Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe) esclarece que na posse coletiva da primeira turma do concurso público C-199, em 3 de agosto de 2019, o governador do Pará, Helder Barbalho, anunciou a convocação dos excedentes do certame C-199 (atuais C-199/2). Desde então, a Susipe iniciou o processo licitatório para aquisição de todo o material necessário para a realização do curso de formação dos novos servidores.

A convocação não estava prevista, mas o governo do Estado não mediu esforços e recursos para efetivar a etapa de formação do C-199/2 o mais rápido possível, sem comprometer a qualidade do treinamento.

O processo licitatório de compra de munição foi realizado pela Susipe, que agora aguarda a autorização do Exército Brasileiro para a efetivação desse processo, o que o órgão estadual espera para os próximos dias.

A Susipe reitera que a munição é item fundamental nessa etapa de preparação, componente da disciplina Armamento e Tiro, por ser a única que requer avaliação prática. O atraso não ocorreu na primeira turma de formação porque a compra da munição foi realizada pelo Fundo Penitenciário, do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), seguindo um cronograma pré-estabelecido.

Tão logo a munição seja entregue, a Susipe comunicará a todos os convocados, já que o compromisso do governo do Estado é formar e nomear todos os aprovados no concurso.