Notas


Pacientes se emocionam durante visita da imagem peregrina de N. Sra. ao Hemopa

12/09/2019 15h47
Por Anna Cristina Campos (HEMOPA)

Sebastião Santos encarou 13 horas de viagem de ônibus para fazer o tratamento no Ambulatório do Hemopa, em Belém. Morador do município de Curionópolis, no sudeste paraense, nesta quinta-feira (12), ele teve a oportunidade de ver de pertinho a imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré entrando na sala dos pacientes onde estava sendo atendido.

“Eu fiquei muito emocionado. Eu nunca tinha visto Nossa Senhora tão de perto, somente pela televisão. Aproveitei esse momento e fiz meus pedidos, e sei que ela vai me curar”, disse, emocionado, o vigilante, que descobriu que tem leucemia há três meses, enquanto recebia uma transfusão de sangue.

Maria Laurinete é mãe da Jéssica de Cássia, que está em acompanhamento ambulatorial no Hemopa. “No momento em que ela passou, vieram lágrimas nos olhos ao ver a imagem, linda. A gente ainda não sabe o que a minha filha tem, mas eu tenho fé em Deus e em Nossa Senhora que a minha filha será curada”, revelou.

Após a visitação, houve uma celebração no auditório da Fundação. O diácono Antônio Terto foi quem conduziu a solenidade que teve também a participação especial do Coral de Vozes da Fundação Hemopa, composto por servidores.

A comitiva da Guarda de Nazaré foi recebida pelo presidente da Fundação, Paulo Bezerra, que conduziu a imagem peregrina até a sala de Coleta de Sangue e o ambulatório. “Este é um momento de muita emoção e gratidão. Termos a imagem de Nossa Senhora de Nazaré aqui na Fundação, abençoando o nosso trabalho, é de uma grande satisfação. Isso só faz com que tenhamos mais força para cumprir com a nossa missão que é de salvar vidas”, disse.