Sexta-feira pós feriado é movimentada nos hemocentros pelo Pará

16/08/2019 12h51 - Atualizada em 16/08/2019 14h21
Por Anna Cristina Campos (HEMOPA)

Quem tem a consciência da necessidade de manter o estoque de sangue abastecido usa a folga do feriado prolongado para comparecer aos serviços de coleta de sangue no Estado para doar. Foi o caso de Aline Miranda, jornalista, 39 anos. Ela tem o tipo sanguíneo O negativo que, por ser raro, corresponde a somente 4% da população paraense.

“Eu tenho o hábito de doar sangue e sempre doo a cada três meses. Como hoje estou de folga, eu vim cumprir com minha obrigação cidadã de doar”, disse ela, que doou sangue na sede do Hemopa, em Belém.

Em Santarém, o professor José de Paula, 39 anos, também aproveitou que não teria expediente na escola em que trabalha, para fazer sua doação. “Vim hoje por ter sido um feriado prolongado. Com essa folga, pude ter tempo de vir aqui e contribuir para salvar a vida de alguém sem precisar mudar minha rotina escolar”, comentou.

Nesta sexta-feira, pós feriado do dia 15 de agosto, alusivo a Adesão do Pará à Independência do Brasil, as unidades da Hemorrede funcionaram normalmente. O comparecimento de voluntários foi satisfatório visto que muitas pessoas aproveitam para viajar para os balneários.

No município de Capanema, o universitário Fabiano Araújo se cadastrou hoje e fez sua primeira doação. “Eu quis sair do comodismo. Vejo nas redes sociais as mobilizações e, que as vezes, o movimento está pequeno, então sei que esse gesto será de suma importância para quem está precisando de sangue. Eu me sinto feliz”, concluiu.

Fabiano AraújoAtendimento Transfusional

É importante destacar que o atendimento transfusional da Hemorrede é ininterrupto. As demandas de hospitais e pacientes não param. Nesta sexta, o Hemocentro da Batista Campos, Jesus Favacho e mais duas pessoas da família compareceram para fazer a doação direcionada à mãe dele que está internada e vai fazer uma cirurgia de urgência. “Infelizmente, vim devido uma urgência. E agora consigo entender a importância dessa doação”, disse o motorista, prometendo se tornar um doador freqüente a partir de agora.

O presidente da Fundação Hemopa, Paulo Bezerra, agradece os servidores e cada voluntário da doação de sangue que atendeu o convite da hemorrede para doação de sangue nos serviços de coleta que estão funcionando normalmente hoje. “Obrigada pelas doações, pela generosidade de quem reservou um tempinho de sua vida, de sua folga para salvar vidas doando sangue”, destacou o gestor.

Hemorrede - A Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará possui uma hemorrede composta pelo Hemocentro Coordenador, em Batista Campos; Unidade de Coleta Castanheira, na BR-316; e a Unidade de Coleta Pátio Belém, na Travessa Padre Eutíquio. Há ainda os Hemocentros Regionais em Castanhal, Marabá e Santarém; e os Hemonúcleos em Altamira, Abaetetuba, Tucuruí, Redenção e Capanema. Mais informações: 0800 280 8118 / 3110-6500.