Idosos e vítimas de incêndios em Belém recebem cheque moradia

21/02/2019 21h40 - Atualizada em 26/06/2019 19h59
Por Redação - Agência PA (SECOM)

Famílias vítimas de incêndios ocorridos no ano passado em diversos bairros de Belém, como Jurunas, Pedreira e Guamá, além de idosos em situação de vulnerabilidade social, foram contempladas na tarde desta quinta-feira (21) com cheque moradia, que serão usados na construção, reforma e ampliação das residências. A entrega dos cheques foi conduzida pelo governador do Pará, Helder Barbalho, em cerimônia realizada no auditório da Casa Civil da Governadoria, em Belém. O chefe do Executivo estadual lamentou o fato de, no passado, o Programa Cheque Moradia ter sido utilizado como moeda de troca para fins eleitoreiros.

“Estamos aqui, hoje, para resgatar o compromisso assumido com essas famílias, e fazer com que elas possam ter minimizado o sofrimento decorrente do sinistro por que passaram. É lamentável que alguns tenham se utilizado da vulnerabilidade de pessoas nessa situação para se beneficiar em momentos como as eleições”, frisou o governador, reafirmando a intenção de, durante sua gestão, ampliar o programa e aumentar o valor destinado para a construção de casas dos atuais R$ 14 mil para R$ 20 mil.

O presidente da Companhia de Habitação do Pará, José Scaff, lembrou que muitas dessas famílias já haviam perdido as esperanças de receber o benefício. Segundo ele, a atual administração fez um esforço concentrado para liberar os cheques em tempo recorde. “E a partir de agora será assim. Hoje mesmo, para se ter ideia, os nossos técnicos estiveram no bairro do Benguí, em Belém, para checar a situação das famílias que tiveram suas casas avariadas pelo terrível acidente com uma aeronave, que caiu sobre o local há alguns dias. Em breve, também eles terão os seus cheques liberados”, assegurou o gestor da Cohab.

Casa nova - A dona de casa Sabrina Carneiro, 21 anos, foi uma das beneficiárias. Ela perdeu a casa em que vivia com o marido, no bairro do Jurunas, depois de um incêndio ocorrido em outubro de 2018. Nenhum dos dois se feriu, mas como está grávida, Sabrina estava preocupada com o futuro da filha. “Na época, nós tínhamos comprado um terreno, mas ainda não havíamos conseguido construir nossa casa, por isso vivíamos de aluguel. Agora, com esse cheque, vamos finalmente poder erguer a nossa casa e ter um lugar especial para receber a nossa filha que vai nascer”, contou Sabrina, no 6º mês de gestação.

Também acompanharam a cerimônia de entrega dos cheques o vice-governador, Lúcio Vale; o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Iran Lima, deputados estaduais, vereadores de Belém e servidores da Cohab.