Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
TRADIÇÃO

Mais de 400 agentes reforçam segurança no bloco 'Rabo do Peru', em Icoaraci

O último dia da programação no Distrito de Belém teve presença policial reforçada, dentro do planejamento da Operação Carnaval 2024

Por Governo do Pará (SECOM)
14/02/2024 17h54

A tradição carnavalesca do 'Rabo do Peru' fechou o período de folia em IcoaraciO “Rabo do Peru”, um dos blocos de rua mais tradicionais e procurados no distrito de Icoaraci, em Belém, saiu às ruas nesta Quarta-Feira de Cinzas (14), e contou com as ações ostensivas de 400 agentes de segurança pública, garantindo a tranquilidade dos foliões. Com 29 anos de existência, o bloco marca o fim da programação de Carnaval do Distrito. As ações preventivas e ostensivas integraram a Operação Carnaval 2024, coordenada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), em conjunto com os demais órgãos dos sistemas de Segurança estadual e municipal.Polícia Militar e outros órgãos de segurança garantiram a tranquilidade dos foliões

Com estimativa de mais de 100 mil foliões neste ano, o cortejo teve início na Rua Soledade e finalizou na Travessa Pimenta Bueno, onde houve a dispersão dos brincantes. A programação contou com o efetivo da Polícia Militar a pé durante todo o trajeto, com policiais do 10º Batalhão (BPM) e militares que são alunos do Curso de Graduação a Sargento do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP). O policiamento também foi reforçado com 30 viaturas do 10º BPM, do Comando de Missões Especiais (CME) e Comando de Policiamento Especializado (CPE), que fizeram o deslocamento e também foram posicionadas em áreas estratégicas.

Policiamento a pé durante todo o trajetoPlanejamento - De acordo com o comandante do 10° BPM, tenente-coronel Jerônimo Silva, a organização do evento se baseou no estudo e levantamento de informações, realizados no ano passado, para garantir a segurança neste ano. “Com base no planejamento de 2023, realizamos uma reunião de alinhamento com a organização do evento e órgãos municipais para definir o posicionamento dos agentes e garantir a fluidez do trajeto”, informou. 

O tenente-coronel também destacou a decisão do Ministério Público do Estado (MPPA) que, igual à edição de 2023, proibiu a realização de festas paralelas após o fim do evento.

A Polícia Civil do Estado concentrou a atuação na Seccional Urbana de Icoaraci, com uma equipe de apoio para reforçar e garantir agilidade no atendimento. A Delegacia da Mulher do Distrito também atuou em regime de plantão para atendimento de ocorrências, se necessário.

“Nosso trabalho hoje, enquanto Polícia Judiciária, foi atuar na resolução de conflitos e infrações penais que poderiam acontecer. Nosso trabalho foi realizado especialmente na Delegacia, mas também incluiu agentes junto aos foliões para identificação de indivíduos que estivessem cometendo crimes”, explicou o delegado da Polícia Civil Jivago Ferreira, titular da Seccional.

O efetivo operacional também contou com agentes do Corpo de Bombeiros Militar para atendimento imediato à população., e apoio da Guarda Municipal de Belém.

Thiago Araújo, 23 anos, foi pela primeira vez ao desfile com a família. Morador de Belém, decidiu conhecer a programação para encerrar o período de folia. “Por ser minha primeira vez, tinha uma expectativa alta porque a gente sabe que Carnaval é alegria, curtição. Claro que estávamos um pouco receosos, mas deu para perceber a presença na questão da segurança. A gente via os policiais rondando e trazia tranquilidade para aproveitar sem ficar com tanta preocupação”, afirmou o universitário.

O evento iniciou as 16 h, com a saída do bloco na Rua Soledade, e encerra as 18h30, na Rua 15 de Agosto.

Texto: Esther Pinheiro - Ascom/Segup