Estado garante a construção do Terminal de Integração Rodoviária em Igarapé-Miri

Em agenda de trabalho na região do Tocantins, o governador Helder Barbalho também anunciou outros investimentos no município, líder mundial na produção de açaí

22/12/2021 20h20 - Atualizada em 22/12/2021 21h17

Governador Helder Barbalho e várias autoridades após a assinatura do convênioUm investimento de R$ 1, 5 milhão do Tesouro do Estado garante a construção de uma obra de infraestrutura essencial para o transporte na Região de Integração Tocantins: o Terminal de Integração Rodoviária de Igarapé-Miri. Na tarde desta quarta-feira (22), o governador Helder Barbalho, durante agenda de trabalho na região, assinou no município, com o prefeito Roberto Pina, o convênio que garante o maior volume de recursos, repassado pelo Estado. Cabe à Prefeitura de Igarapé-Miri executar a obra e investir o restante do valor do projeto, que totaliza R$ 1,7 milhão.

O Terminal de Integração vai transformar as condições de entrada e saída da sede municipal. O novo espaço vai oferecer mais segurança, com melhor infraestrutura para a população local e também para visitantes.O Terminal de Integração será fundamental para oferecer mais segurança e melhor estrutura a quem chega e sai de Igarapé-Miri

No ato de assinatura do convênio, o governador Helder Barbalho destacou que "hoje, nós estamos viabilizando várias obras além do terminal. A conclusão da orla da cidade; apoio para estradas vicinais no município, que é o maior produtor de açaí do mundo, e pavimentação asfáltica em várias ruas. Uma agenda extensa, compatível para um município que é pujante. As pessoas moram nos municípios, e não no Estado. Precisamos fortalecer as cidades".Helder Barbalho ressaltou a importância econômica do município

O prefeito Roberto Pina ressaltou a defesa do municipalismo feita por Helder Barbalho. "Desde que o conheço, ele é assim: um militante municipalista, que trabalha pelo desenvolvimento dos municípios. Não por acaso, ele tem ação em todas as 144 cidades, pensa no planejamento das regiões sem esquecer onde as pessoas estão de fato morando", afirmou o gestor.

A assinatura do convênio também foi acompanhada pelo senador Paulo Rocha (PT-PA), secretários de Estado, deputados estaduais e outras autoridades.

Por Carol Menezes (SECOM)