Detran discute responsabilidade no trânsito em programação do Maio Amarelo

As atividades começam nesta segunda-feira (3), com o objetivo de mobilizar a sociedade para as vantagens de adoção das medidas de segurança em ruas e estradas

02/05/2021 14h26 - Atualizada em 02/05/2021 15h16

Com o tema “A responsabilidade e o papel de cada um no trânsito”, o Departamento de Trânsito do Estado (Detran) realiza durante todo o mês de maio a campanha Maio Amarelo 2021. A programação inclui atividades educativas que visam discutir com diversos setores da sociedade a importância de um trânsito mais seguro e humanizado, a fim de reduzir a mortalidade e o índice de acidentes em ruas e estradas.

A programação do evento reforça o comprometimento do Detran com a redução de fatalidades e ferimentos graves em todos os grupos de usuários na via, em consonância com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) voltados à segurança no trânsito. Essas diretrizes incluem a meta 3.6 e as recomendações aprovadas no ano passado na Declaração de Estocolmo (Suécia), na III Conferência Ministerial Mundial sobre Segurança Viária, quando foi reforçada a necessidade de ações para a redução de pelo menos 50% das ocorrências até 2030, de acordo com a Resolução A/RES/74/299 da Organização das Nações Unidas (ONU).Discutir a responsabilidade de condutores e pedestres no trânsito é o principal objetivo da programação

As atividades serão iniciadas no próximo dia 3 de maio (segunda-feira), quando o Detran realizará um encontro on-line entre participantes e especialistas convidados, que relacionarão o tema da campanha deste ano a diversos aspectos que compõem o trânsito.

O diretor-geral do Detran, Marcelo Guedes, também representando a Associação Nacional dos Detrans (AND), falará sobre o papel do Departamento de Trânsito e sua contribuição para os ODS. "O Maio Amarelo é um evento fundamental no calendário dos órgãos de trânsito de todo o País, pois através dele nós podemos discutir estratégias sobre como tornar o trânsito mais seguro e humanizado, além de viabilizar essas ações, levar a campanha para as vias, para conscientizar de fato a população", enfatizou Marcelo Guedes.

Cultura de trânsito - Ursula Vidal, secretária de Estado de Cultura, participará do encontro abordando a cultura de trânsito e sua importância para a mudança no comportamento nas vias. "O trânsito é o espaço coletivo de maior demanda por respeito e solidariedade no contexto urbano. É território de direitos, mas também de deveres. E a cultura e a arte têm se mostrado ferramentas importantíssimas na educação para um trânsito mais seguro. Dinâmicas inovadoras e criativas têm alcançado excelentes resultados na redução dos índices de acidentes e infrações, em cidades como Brasília (DF) e Medellín (na Colômbia). É possível incidir por meio de campanhas nas escolas, nos espaços de lazer, mas também diretamente em pontos críticos do tráfego intenso de veículos, com performances inventivas que toquem o coração e a memória de motoristas, ciclistas e pedestres", ressaltou a secretária.

Consultor técnico do Ministério da Saúde, Luiz Otávio Miranda abordará a resolução da ONU e as deliberações para promover, em um futuro imediato, a segurança no trânsito mundial.

As participações serão encerradas pelo representante estadual do Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), Manoel Soares Pinheiro Júnior, que tratará da atuação do Observatório e sua contribuição para a redução dos acidentes no trânsito, e por José Bento Gouveia, diretor Técnico-Operacional do Detran, que reforçará a importância do Programa Estadual de Segurança Viária (PESV) e sua contribuição para a redução dos sinistros no trânsito, com ações integradas entre engenharia, educação e fiscalização.

No dia 4 (terça-feira), continuando a programação, será realizada a palestra "Psicologia do Trânsito", para o curso de Psicologia da Universidade da Amazônia (Unama), por meio da plataforma on-line Google Meet, ministrada pelo assistente de Trânsito do Detran, Cristóvão Mota.

Durante todo o mês, os diversos setores do Detran e representantes da sociedade civil estarão organizados em uma grande campanha de conscientização, envolvendo a distribuição de material educativo a usuários no órgão, empresas credenciadas, parceiros e prestadoras de serviço, além do trabalho nas vias e campanhas educativas em diversos meios de comunicação.Uma campanha de conscientização será realizada durante todo o mês de maio

Parceria com a Uepa - O Detran também colabora na organização das lives educativas promovidas pelo Grupo de Estudos e Pesquisas Pedagogias em Movimento, da Universidade do Estado do Pará (Uepa), em alusão ao Maio Amarelo.

Serão cinco dias de evento, transmitido pelo canal no YouTube do Grupo. O Detran participará no dia 24 da mesa-redonda “Respeito e Responsabilidade: pratique no trânsito”, com exposição da psicóloga do órgão, Ângela Coutinho, além da mediação de mesas e coordenação pela pedagoga e analista de Trânsito do Detran, Elizabeth Oliveira.

A carga horária das lives será de 12 horas. Os participantes receberão certificado. As inscrições serão realizadas, gratuitamente, no período de 3 a 14 de maio, pelo link https://forms.gle/YEoMTBpTXJ9ofgHEA.

No decorrer do “Maio Amarelo”, o Detran vai inaugurar sua Central de Controle de Operações - “Sentinela” -, um espaço de monitoramento dos equipamentos de fiscalização eletrônica que vêm sendo implantados pelo órgão nas rodovias estaduais, além de viabilizar o planejamento e organização do setor de fiscalização.

Ruas pela Vida - Também durante o mês do Maio Amarelo, a ONU lançará a 6ª Semana Global de Segurança Viária: “Ruas pela Vida”. A iniciativa tem como alvo áreas residenciais e de escolas, com o foco especial em ciclistas e crianças. O objetivo é aumentar a conscientização global sobre a prevenção de lesões e mortes no trânsito. No Pará, o Detran, que já é parceiro da ONU no desenvolvimento do Projeto "Fortalecimento da Fiscalização do Trânsito Rodoviário no Brasil" - que, inclusive, contará com um workshop no dia 18 para os seus servidores -, vai reforçar esse aspecto educativo. A campanha Ruas para a Vida será realizada entre os dias 17 e 23 de maio, propondo o estabelecimento do limite de velocidade de 30km para vias em que as pessoas e o tráfego de veículos mais se misturam. Além de mais seguras, vias locais projetadas ou adaptadas para baixas velocidades, tornam as ruas mais acessíveis e agradáveis. O limite regulamentar de 30km/h está estabelecido no CTB para essas vias.

Por Eduardo Vilaça (DETRAN)